Viajar gratis (ou quase) pela Italia

E possivel ainda hoje viajar gratis? Ou achar passeios para explorar uma cidade sem gastar dinheiro?
A resposta è sim!

Na semana de novembro as pousadas (B&B) que fazem parte do circuito oferecem acomodação noturna e café da manhã gratuito em troca de serviços (por exemplo, uma sessão de fotos da estrutura, trabalho de carpinteiro, ou hidraulico). Descubra as estruturas que fazem parte e coloque as tua habilidades à disposiçao. Algumas pousadas no Monferrato oferecem este “barato” troca de serviço o ano inteiro.

E’ possivel invez enriquecer a tua experiencia através este site https://www.couchsurfing.com/ entrando em contato com mais de 400.000 anfitriões que desejam hospedá-lo e organizar eventos e visitas gratuitas para você. E um dos fundadores deste network è brasileiro, Leonardo Bassani da Silveira junto a outros amigos Casey Fenton, Daniel Hoffer e Sebastian Le Tuan criaram este network no 2004

Mas è gratis? Sim!
Como um bom hospede a gentileza pode ser um otimo modo para agradecer a hospitalidade, oferecendo a preparaçao de um prato típico ou uma receita (um doce que vc sabe preparar, um novo tipo de preparar a carne ou trocar segredos de cozinha), ou ensinar um pouco de samba :-) ou palavras em portugues. Quem escolhe este tipo de network sao pessoas prontas a socializar e a curiosidade de misturar-se com as pessoas locais.

hotel ostellerie.jpg

Se voce è jovem entre 17 e 30 anos è o momento de partir fazendo o bem.


O SVE (serviço de volontariato europeu) permite que todos os jovens entre 17 e 30 anos viajem de graça no mundo, realizando trabalhos voluntários na Europa e nos países da área euromediterrânica por um período que varia de 2 semanas a 12 meses.

"O Serviço Voluntário Europeu é praticamente GRATUITO !! Despesas de viagem, alimentação, hospedagem, transporte local, seguro de saúde, curso de idiomas e dinheiro mensal são cobertos e financiados pela Comissão Europeia "

Como locomover-se gastando menos?

Um modo para se locomover pela Italia e economizar è usar o serviço Blablacar. Uma carona com preços convenientes e novos amigos. Para usufruir deste serviço, crie uma conta no Blablacar e procure a tua destinaçao e o companheiro certo para a tua viagem. Nao è um serviço de taxi mas um modo de viajar comparitlhando a viagem fazendo novas amizades.


Na Europa e no resto do mundo, uma das empresas mais populares é a FlixBus, que conecta centenas de cidades de ônibus a partir de 5 euros: gaste metade ou um terço a menos do que o trem!.
O bilhete pode ser adquirido on-line ou com o aplicativo ou diretamente a bordo. E se você viaja com amigos, há descontos para grupos de 3 ou mais pessoas.
E’ tambem possivel economizar viajando de trem escolhendo os horarios noturnos. Exemplo: A viagem com partida da cidade de Milano Centrale à Paris viajando na hora noturna custa 59,00 €. No site Treni Italia.

Estaçao Central de trem em Milano, Italia

Estaçao Central de trem em Milano, Italia

A tua viagem na Europa

Interrail pode ser uma ideia para viajar de trem com um itinerario estudado antecipadamente O site oferece dicas e trajetos para explorar a Italia e a Europa. Hoje viajar con interrail è para todos e nao somente ao publico jovem.
Para ter otimas ofertas de preços utilizando os trens de alta velocidade è necessario reservar com antecedência as poltronas principalmente no verão.

Viajar gratis hoje è possivel, mais do que anos atras, mas certamente nao è para todos, pois è mais indicada para aventureiros que querem descobrir o mundo deixando o conforto ( e faz muito bem). Quando eu vim a primeira vez para a Italia eu estava pronta a abraçar as novas aventuras, disponivel a compartilhar casa com desconhecidos porque eu queria aprender, viver a minha vida enriquecendo-a de novas experiencias e sobretudo saindo da minha area de conforto.
Hoje eu continuo abraçando a aventura de descobrir novos lugares, pessoas, sensaçoes, sabores, belezas, mas com um objetivo diferente: Colher os frutos da dolce vita que è morar em um dos paises mais bonitos do mundo.

Pronto para partir?

Viver na Italia.

Independente da tua escolha de vida, se vc tiver a oportunidade de viver pelos menos um ano fora do Brasil, o meu conselho è partir. Eu parti no ano 1994 e vim para Milano, Italia estudar Computer Grafica.
Terminei a Faculdade e tinha o sonho de passar um tempo fora do Brasil para enriquecer o meu Cv.
Minha māe nascida na Italia, faz de mim italiana e isto facilitou a minha decisao.
Eu cheguei em MIlano com a reserva da escola de Italiano junto ao serviço de Residence por um mės.
Na escola de lingua italiana conheci outras pessoas e assim decidimos juntar os objetivos e compartilhar uma casa.
Depois de 24 anos vivendo na italia eu posso dizer que o “Belpaese” è um otimo pais para viver, seja como punto de partida para conhecer os proprios limites, mas sobretudo para descobrir novos horizontes europeus.

photo by : massimo giardino

photo by : massimo giardino

10 otimos motivos para morar na Italia:

  • Mar, Montanha, Historia, Cultura, Arte, Grandes Cidades (em relaçao as nossas grandes metrópoles do Brasil, sāo pequenas) e vilarejos antigos.

  • Poder usufruir de oportunidades europeias, exemplo o programa Erasmus (um programa de formaçāo e instruçāo à todos os cidadāos europeus que desejam compartilhar e desenvolver o proprio percurso escolar em paises amigos).

  • Comida, a dieta mediterranea è entre uma das melhores ao mundo

  • Os supermercados vendem produtos de qualidade, seja aquele com produtos de marca que os produtos sem marca.

  • Clima fantastico

  • Saude è publica

  • A escola è publica

  • A universidade è publica - A instruçao italiana nao è discriminante e a universidade è paga conforme o tua renda familiar

  • Trabalho: Nas cidades grande è mais provavel achar trabalho, mas è importante saber a lingua italiana.

  • As pessoas (quase) sāo acolhedoras (do norte ao sul tem muita diferença)

Aspectos Negativos

E’ importante conhecer nāo somente as belezas do pais, mas as suas dificuldades para chegar preparado à uma nova aventura.
Por exemplo: aqui na Italia o sistema meritocracia nāo existe e sarà muito dificil crescer professionalmente (a causa dos contratos a tempo indeterminado). E’ tambem verdade que existem algumas empresas que nao demonstram esta imobilidade (mas è necessario ter consciēncia deste sistema).

  • Burocracia na Italia è imensa, por isto è melhor ficar longe dela.

  • A realidade do Trabalho em “nero” (chamado assim) è ativa. Inutil esconder esta realidade. Esta forma de trabalho proibida è para evitar de pagar taxas e altos preços de recrutamento de empregos. Um grande risco pra o empregado e para o empreendedor.

  • A pressao fiscal è muito alta : 4% que se aplica a necessidades básicas; 10% aplicável aos serviços oferecidos no setor do turismo e, finalmente, 22% referente a todos os produtos ou serviços aos quais as outras duas tarifas não se aplicam

Documentos necessários para viver na Italia

  • Cidadāos Europeus - podem permanecer na Italia por 3 meses e sucessivamente por motivo de trabalho e estudo.

  • Cidadāos extracomunitari (quem nao possui passaporte italiano (europeu). No site do Ministerio de exterior è possivel entender mais.

Photo by  Anete Lūsiņa  on  Unsplash

Os primeiros passos quando chegar a Italia

Quando se chega à um novo paìs, nao è facil. No começo eu conselho frequentar cafeterias, museus, cursos de lingua italiana (mesmo se fosse por pouco tempo) e lugares públicos para conhecer pessoas e começar a entender mais sobre a cidade. O passa palavra tem uma grande poder.

  • Se voce possui o passaporte italiano, a primeira coisa a fazer chegando na Italia è procurar uma casa para alugar e assim poder pedir a “residenza” e obter o documento de identidade italiano e a “tessera sanitaria” (este documento permitirà o uso do sistema de saude publica, abertura de conta em bancos e etc.)

  • O pedido de “residenza” deve ser feito no “ufficio anagrafico” na prefeitura, no prazo de 20 dias do inicio do novo endereço.

  • O “comune” (prefeitura) verifica pessoalmente a tua “residenza”, visitando a tua nova casa, através a presença da polícia municipal. As verificações devem ser realizadas dentro de 45 dias após o envio da solicitação.

  • Se voce nāo possui um documento italiano ou europeu, mas chegou atè a Italia pra frequentar um curso de lingua ou outra especialidade com uma durata de mais de 90 dias, voce deverà pedir o “permesso di soggiorno”. Um documento que permite a tua presença na Italia.
    A autorização de residência deve ser solicitada ao escritório de imigração da sede da polícia onde se pretende ficar.

  • A escola de italiano que eu frequentei na cidade de MIlano oferece todo o suporte e informaçoes necessarias para este tipo de documento.

Como Alugar uma casa na Italia

Se a decisāo è morar fora do confort da tua casa, è importante mudar a cabeça. E’ muito importante entrar nos costumes do pais escolhido para melhor integrar-se, pelo menos no começo.

  • E’ possivel alugar quartos ou compartilhar apartamentos com pessoas desconhecidas! E’ uma coisa muito normal na Europa. Compartilhar a geladeira, o dia da limpeza de casa, fazer novas amizades com gente que voce nunca esperava, conhecer culturas diferentes è uma oportunidade sem fim.

  • Os anuncios de vagas e de apartamentos em “condivisione” (divisao) sāo presentes nas areas comuns das universidades das cidades. e em varios serviços on-line que hoje existem, mas quando eu cheguei nao existia nada! Somente anuncios nas universidades e o passa palavra.
    Hoje existem sites especificos:
    procurando um quarto em aluguel?
    procurando uma casa? procurando?
    https://www.dotstay.com/
    aluguel?

  • Que seja um aluguel de uma casa ou um quarto è necessario desembolsar muito dinheiro, no inicio de cada novo aluguel.
    E’ de costume, o pedido de um deposito de 3 meses do valor do aluguel e mais o primeiro mes do inicio do contrato. Entao se voce estiver alugando um apt de 1000€ , voce deverà pagar antes de entrar na casa 4000€. Os 3 meses de depositos sao resituidos ao fim do contrato do aluguel (se na casa nāo houver danos).
    Por isto que no começo da tua experiencia na Europa compartilhar um apt ou alugar um quarto è um otimo modo de começar uma aventura, para diminuir as

Affittarsi camera o condividere una casa?

Affittarsi camera o condividere una casa?

Quanto custa viver na Italia?

  • Em relaçao ao Brasil eu tenho q confirmar que o custa de vida na Italia è baixo.
    Fazendo uma comparaçao com uma pequena lista de compras do supermercado:
    Lista de produtos:
    Leite Fresco 1 litro - 1,39 €
    Pane 1 kg - 2,98 €
    Spaghetti 500 g marca Garofalo - 1,22€
    Molho de tomate 700g- 1,62 €
    Queijo 1KG Parmigiano DOP - 12 meses (Parmesao) - 14,50€
    Oleo extra virgem BIO 0,5L - 7,90 €

  • Escolher uma cidade como Milano para viver è uma otima estrategia pois encontram-se mais oportunidades de trabalho, mesmo sendo uma das cidades mais caras.

  • Viver nas cidades de provincia pode ser uma escolha à procura de custo mais baixos de vida, tranquilidade com menos possibilidades trabalhos.

Parco Sempione - Milano

Parco Sempione - Milano

Trabalhar na Italia, da onde eu começo?

  • Atualmente a crise de trabalho è mundial e a Italia nao escapa sobretudo porque o sistema de trabalho deste pais è engessado a causa dos contratos de trabalho existente:
    Contratto tempo indeterminato, significa que è muito dificil perder o trabalho (somente com justa causa, tipo roubo) por este motivo è facil encontrar pessoas que trabalham na mesma empresa ha mais de 30 anos chegando ao momento da pensāo.
    Contratto a tempo determinato, significa um contrato com data e fim do trabalho.
    Contratto apprendistato, significa q além de pagar a remuneração do aprendiz pelo trabalho realizado, é obrigado a garantir ao aprendiz o treinamento necessário para adquirir habilidades profissionais adequadas ao cargo e tarefas para as quais foi contratado.
    Contratto part-time - significa um contrato com menos de 8 horas de trabalho ao dia.

  • Antes de tomar a decisao da grande mudança ter uma visao do mercado de trabalho nos principais network de agencias è um bom começo:
    https://www.gigroup.it
    https://it.indeed.com
    Para criativos e tecnologicos https://crebs.it/
    https://www.synergie-italia.it/

  • O salario (primeira experiencia) varia da 800 à 1000 € de base. Aqui nāo existe salario minimo.

  • E’ um pais que nāo possui o sistema meritocratico, poucas sao as empresas que dāo abertura e reconhecem que o teu valor è maior do que o proprio filho…

  • A familia na Italia è o centro de tudo e por este motivo è normal encontrar restaurantes, bares, negocios e empresas onde trabalha a familia inteira, evitando assim novos recrutamentos.

  • Eu acredito que seja muito importante colocar os proprios objetivos em focus. O que vc pretende com esta viagem? Vc quer mudar de vida? Quer somente viver uma experiencia? A Italia pode ser a vetrina para a Europa?

IMG_1287.jpg

A decisao, ficar ou voltar?

Em um certo momento voce deverà decidir se ficar ou volar. E’ sempre possivel tomar a decisao, mas com o tempo tudo torna-se mais dificil.

Uma viagem te muda!
Aprendi que em tudo existe aspectos a favor e contro e nao existe o absoluto.
A qualidade de vida na Italia è otima, mas serà dificil fazer carreira, se è isto que vc deseja. Mas por outro lado pode ser um ótimo trampolim para a Europa. Morando aqui, vc terà mais acesso à Europa.
Se invez o teu obejtivo è viajar com a mochila nas costas, digo: parte agora e mandami um sinal, uma foto, uma mensagem ou nada, eu serei feliz igualmente pois uma pequena parte eu sei que pude contribuir.

Bem-Vindos!

Os primeiros passos para realizar o casamento na Italia

A Itália é um país maravilhoso. É certamente um dos lugares mais fascinantes e românticos do mundo. O clima, a sua rica herança cultural e natural, seus locais maravilhosos e sua comida, é um destino perfeito para celebrar o casamento que sempre sonhou!

O Belpaese, sinônimo de elegância e savoir faire em todo o mundo, è capaz de oferecer uma experiência única.
Hoje a realizaçāo deste sonho è muito mais perto do que se pode imaginar. Um grande ponto a favor da Itália estāo na vasta oferta de estilos presentes neste pais. Vilas rurais, castelos, pequenos vilarejos que se transformam em conto de fadas, vinícolas maravilhosas para uma cerimonia intima em pleno vinhedo…

Os primeiros passos para realizar o casamento na Italia

Quando me casei, nāo existiam wedding planers, mas se hoje fosse meu casamento este serviço seria indispensavel, sobretudo se a escolha è celebrar em um pais que nāo è o teu. Quando me casei era um dia de muito calor e a minha escolha foi uma igreja pequenissima… e dentro estavamos somente nós e os parentes mais proximos, foi uma valutaçao errada… mesmo maravilhosa, mas os hospedes sofreram o calor…
Pela minha experiencia pessoal contratar uma wedding planner que conheça a Regiao è importante sobretudo se vc estiver 13.000 km longe da destinaçāo escolhida para o grande dia.

A temporada de casamentos "oficialmente" começa em abril e continua até meados de outubro, mas muitos casais italianos e estrangeiros decidem para fevereiro e março por causa da baixa temporada, o que significa custos mais baixos e maior disponibilidade para escolher o local do casamento.

Abril e maio são os meses das flores… inicia um dos periodos mais bonitos e ver a mudança da estaçao atravès a natureza è magico. O tempo pode estar chuvoso, mas geralmente temperado com muitos dias ensolarados.

Junho e julho são perfeitos em todos os lugares, nos resorts à beira-mar, no campo com possibilidade de escolher entre residências históricas e vilas de campo (cascina).

Langhe - Piemonte

Langhe - Piemonte

Monferrato - Piemonte

Monferrato - Piemonte

A Italia nao è somente Toscana e Positano

A Toscana è maravilhosa, mas a Italia nao se resume somente nas colinas pelo Val d’Orcia. Há realidades igualmente belas, romanticas e preciosas como as verdes colinas dos territórios Langhe, Roero e Monferrato, no Piemonte, Italia.
O Monferrato è uma das regiōes piemontese onde sāo localizados a maior quantidade de castelos .
Rico em tradições, história e maravilhas gastronômicas, tanto que, em 2014, junto com Langhe e Roero, nas proximidades, foi reconhecida como Patrimônio Mundial da UNESCO.

E o que fazer com os hospedes que chegam de longe?

Receber os hospedes no aeroporto com um bem-vindo ao BELPAESE serà a primeira e importante tarefa a fazer. Tudo organizado com pelo menos 6 meses de antecedência, incluindo reservas de hotéis, transporte, e uma serie de atividades para o melhor conforto dos convidados e a tranquilidade dos esposos.
Verdes Colinas, pode ser um otimo parceiro nesta parte da organizaçao.

Um serviço que pode ser realizado, seja acompanhando os hospedes na descoberta da Regiao ou na criaçao de um pequeno Guia (estudado de acordo com o perfil dos hospedes) com informaçoes, restaurantes, lugares de interesses para que os hospedes possam descobrir a Regiao, autonomamente.

Com uma otima e antecipada organizaçao è possivel realizar o proprio sonho e ao mesmo tempo festejar com parentes e amigos o grande dia pelas terras italianas.

Descobrir a Liguria começando da sua capital, Genova

À primeira vista, Genova è uma bagunça, motos e vespas cruzam as estreitas ruas desta cidade, lojinhas historicas escondidas pelo antigo “borgo” misturam-se com mercadinhos coloridos “multiracial” contrastando com a suntuosa historia desta incrivel cidade.
Uma combinaçāo entre a cidade Sao Paulo e Santos (con permesso, amici italiani:-)).
Apòs o primeiro impacto a nossa maior atençao è levar os olhos para cima caminhando pela “Via” Garibaldi, alguns dos 42 nobres palácios dos anos 1500, declarados pelo Unesco, Patrimônio Mundial da Humanidade encontra-se nesta rua. São chamados os “Palazzi dei Rolli” pois eram usados para dar hospitalidade àqueles que vinham à cidade em visita de estado e os proprietários dos edifícios eram obrigados a receber os visitantes ilustres, assumindo todas as despesas de representação.

Palazzo Tobia Pallavicini, o Palazzo Lomellini, o Palazzo Tursi, hoje a prefeitura, o Palazzo Bianco, o Palazzo Rosso todos concentrados em uma unica rua e cada um com a sua beleza.
Aqui è possivel reservar visitas com guias.

Palazzo Tursi

Palazzo Tursi

Pelas ruas do borgo antigo chamado “caruggiperder-se è a regra para poder descobrir angulos caracteristicos e coloridos come em um grande labirinto que inesperadamente abrem-em pequenas praças, freqüentemente ligadas com igrejas de importantes famílias nobres da cidade.

Neste lugar onde o tempo parece ter parado, palácios nobres e igrejas esplêndidas são intercaladas por lojas com mais de 100 anos, onde as especialidades ainda são preparadas de acordo com receitas antigas e o artesanato é trabalhado de acordo com tradições seculares. Gênova é uma cidade rica em lojas históricas e até os nomes das ruas costumam lembrar um passado ligado a atividades artesanais e corporações, como a Via degli Orefici ou Vico del Ferro.
O Bar Pasticceria Klainguti (1828), fundado pelos irmãos suíços Klainguti que, em vez de embarcarem para a América do porto de Gênova, adiaram a viagem e fundaram esta confeitaria, também frequentada por Giuseppe Verdi (uma dedicatória de autógrafos está pendurada na parede atrás do balcão de brioches).

A “confetteria Profumo” è uma delicia de se ver e de gustar-se. :-) com seus confetes coloridos de produçāo propria, e nos casamentos e batizados como de costume italiano nāo falta esta delicia.

Caruggi, è assim chamado o “borgo” antigo de Genova.

Caruggi, è assim chamado o “borgo” antigo de Genova.

Indo ao porto antigo de Genova as atraçōes continuam oferecendo passeios de barcos pela Liguria (Cinque terre, Porto Fino, Camogli), a possibilidade de visitar o maior Aquario da Europa com 12.000 animais (nāo è absolutamente chato) e com atividades dedicadas às crianças e a A Biosfera (uma pequena floresta tropical) em uma estrutura realizada pelo famoso arquiteto italiano Renzo Piano. Enfim atè a nave dos piratas encontra-se neste porto. O Pirate Galleon é a reprodução de um Galleon espanhol de 1600, construído especificamente para o set do filme "Pirates", de Roman Polanski, filmado em 1986. A visita interna é praticamente indispensável, sobretudo viajando com crianças.

Uma visita a casa de Cristovāo Colombo nao pode faltar, sobretudo para quem vem das “Americas” :-). Mesmo que nao exista nenhum documento que possa confirmar que aquela casa realmente fosse sua, visitar este angulo da cidade de Genova onde encontra-se a Porta Soprana uma das entradas da cidade de Gênova do periodo medieval è voltar atras no tempo. A Porta Soprana foi construída em 1155, é uma das estruturas medievais mais importantes da capital da Liguria.

Guia Express 

VISITAR

  • Via Garibaldi - Palazzo Tursi - Palazzo di Giaccomo Lomellini -Palazzo Rosso

  • Porta dei Vacca

  • Piazza de Ferrari

  • Teatro dell’Opera Carlo Felice

  • Porta Soprana

  • Palazzo Ducale

  • Cattedrale di San Lorenzo

  • Perder-se nas estradas do "Caruggi" - Via della Posta Vecchia

  • Piazza dei Truogoli di Santa Brigida

  • Vista Panoramica de Genova - Belvedere Luigi Montaldo

  • Portici di Sottoripa

  • Acquario di Genova

  • Palazzo San Giorgio

  • Porto Antigo de Genova

COMPRAS

  • Mezzeri Genovese (tecidos maravilhosos) - Rivara1802
    Pinoli, Pesto, Funghi Secchi; Azeitonas tipo Taggiasca - Mercato Orientale de Genova

ONDE COMER

  • Focacceria di Teobaldo

  • Trattoria da Maria

  • Antica Friggitoria Carega

  • Trattoria Ugo

  • Sà Pesta

  • Ostaja San Vincenzo

  • Ostaia da U Santu




Descobrir a Polonia em uma viagem on the road

A Polônia me surpreendeu! Um Road Trip para descobrir as suas belezas escondidas, a história, as suas dificuldades e sobretudo a sua incrivel natureza.
kms e kms de florestas e centenas de parques por todo o pais. Em Warsavia è possivel passear pela cidade passando de um parque ao outro sem nunca sair dos mesmos. Incrivel.

Ao longo dos séculos, os limites desta terra foram bastante móveis, culpados das muitas guerras que a envolveram. Invasões, partições, revoluções: o povo polaco sempre foi colocado à prova, mostrando uma tenacidade e determinação inigualáveis.

Na hoje deliciosa Danzica começou a segunda guerra mundial e foi tambem aqui que iniciou a caida do sistema do muro de Berlin. A gentileza e a disponibilidade das pessoas faz da Polinia um otimo destino para quem procura relax, historia, boa cozinha e preços abordaveis.
Visitar o Museu da história da população polonês judaica (Em outubro 2018 - Warsavia) é conhecer mais sobre a terrivel história do holocausto, onde foram assassinados 95% da população. Visitar a Polonia deveria ser obrigatório!
Hoje, os habitantes da Polônia se orgulham de se mostrar ao resto da Europa e serem descobertos por visitantes de todo o mundo.
Embora apenas moralmente, a Polônia é um país muito próximo da Itália, graças a um forte vínculo de ajuda mútua. Demonstraçao desta ajuda reciproca è que no hino nacional italiano cita a Polônia (""già il sangue d’Italia e il sangue polacco bevè col cosacco ma il cor le bruciò"), e vice versa (“in marcia, Dąbrowski, dalla terra italiana alla Polonia”), um caso único no mundo!


Poznan
A cidade mais intelectual da Polonia com seus 28 museus, uma opera, uma filarmonica, 9 teatros e 8 cinemas.

Os meus endereços:
Comer:
Carne /Hamburguer - Restaurante/bar Wiskyey in the jar - os drinks sao fantasticos e carne superba.
Soupa de beterraba e Pierogi (raviolo polones) Altana Pałacu Wąsowo no Poznan City Center - Shopping center da cidade com tantas obras de arte contemporaneas.
Cerveja - https://brovaria.pl/beer
Croissant de Sao Martinho

Visitar:
Praça do Mercado (Stary Rynek - uma praça de quase 141m) da qual começam doze ruas, é cercada por pequenos edifícios dos séculos XVI e XVII, alguns incluem galerias e arcadas que já abrigaram as bancas comerciais.
Meu conselho è ficar alguma horas nesta praça e sentir a sua beleza sentada em um dos 30 bares e restaurantes localizados nesta praça de magnifca beleza.


O Edificio do Municipio de Poznan (Ratusz Poznanski) construido pelo arquiteto Giovanni Battista di Quadro, de Lugano em 1555, e somente a sua beleza ja vale a vista, em um ritual hejnał (a "chamada de reunião") todos os dias ao meio-dia duas cabras mecanicas saem de uma janela da torre do edificio, durante o desempenho da melodia, dando-se chifradas, por 12 vezes.


Stary Browar (antiga cervejaria) - centro artístico e comercial que fica nos edifícios originais restaurados da cervejaria do século 19 (via Półwiejska, 42).


Museu do croissant O croissant de Sao Martinho è a delicia principal das comemorações do dia do Santo – 11 de novembro (data em que é celebrado também na Polônia o Dia Nacional da Independência). Visitar o museu è poder conhecer a historia e a sua lenda, mas tambem aprender a cozinhar-lo (colocando a mao na massa :-)).

O croissant de São Martinho é feito com massa semi-folhada e o recheio é composto de uma pasta feita de sementes brancas de papoula, açúcar, pedacinhos de pão-de-ló, ovos, margarina, nozes, uvas passas, pedacinhos de frutas secas (cereja, pêra, cascas de laranja) e aroma de amêndoas. A massa deve ser enrolada de modo a lembrar o formato de uma ferradura (em homenagem à lenda do Santo, na qual seu cavalo perde a ferradura). Decorar com glacê e pedacinhos de amêndoas.
Conselho, melhor reservar a visita pois sao divididas em lingua ingles e polaco.

MURAL 3D - vale a pena sair do centro da cidade para apreciar esta beleza artistica. Śródka é um bairro histórico da cidade de Poznan, no oeste da Polônia, e o mural foi criado para lembrar quando o assentamento obteve seus "direitos de cidade" em 1231. O bairro foi incorporado à cidade de Poznań em 1800. O nome de Śródka deriva da palavra polonesa środa, "quarta-feira", do mercado que foi mantido lá naquele dia da semana.

Dormir:
Hampton by Hilton Poznan Old Town - perto da centro antigo da cidade.
City Park Hotel Residence - longe do centro, mas com um Uber o um Patinete eletrico voce chega ao centro em poucos minutos.


Sopot
O Monte Carlo da Polonia

Visitar:
O Pier desta pequena localidade balnearia no mar Baltico, realizado em madeira è o maior da Europa e foi gradualmente ampliado e alongado. Hoje tem um comprimento de cerca de 600 metros. Passear em suas tábuas varridas pelo vento e embaladas pelo som do mar é realmente terapêutico.
O passeio no Pier è a pagamento (modo de garantir a sua manutençao e viabilidade). Quando se ultrapassa a entrada do pier, passeios em lanchas, naves de “piratas” e catamarano sao uma otima alternativa para quem procura aventura.

Comer: Otima cozinha japonese . E’ uma cidade de veraneio e o que nao faltam sao restaurante e bares.
Na praia os restaurantinhos sao tambem uma otima escolha para comer peixe fresco.

Dormir: Um angulo delicioso para permanecer alguns dias no relax ao ritmo lento desta pequena localidade balnearia do mar Baltico.


Parco Nazional Slowinski:
As maiores dunas de areia da Europa

O Parque protege o que é considerado a parte mais sugestiva da costa sul do Báltico, com as maiores dunas de areia da Europa sopradas pelo vento. Para preservar de maneira mais efetiva os diferentes ambientes, flora e fauna do Parque, foram criadas 15 reservas estritamente reguladas, abrangendo uma área total de 6.650 hectares.
A vegetação ha 830 espécies, representativas de diferentes habitats e elementos geográficos. 30% das espécies presentes são consideradas raras e 50 delas, incluindo orquídeas, são protegidas. Cerca de 50 associações de plantas vivem no Parque, 10 das quais não são encontradas em nenhum outro lugar na Polônia.

O Muzeum Przyrodnicze (Museu de História Natural) de Smoldzino representa praticamente o centro de visitantes do Parque, que tem sua sede neste país, onde informações sobre a área podem ser coletadas.
Em Smoldzino, na colina de Rwokòl, uma torre panorâmica com um museu de história natural nas proximidades para apreciar melhor uma parte desta maravilha.
Eu me apaixonei e espero de voltar para ficar mais dias a explorar esta natureza fantastica.


Danzica - Gdansk
A romantica e vibrante cidade, capital da pedra Ambar

Hoje Gdansk é de fato uma cidade que traz as marcas de sua conturbada história, mas é também uma cidade com um olhar resoluto para o futuro, é uma cidade vibrante e dinâmica, cheia de atrações e entretenimento. Você pode ver locais de construção em todos os lugares e a emoção é palpável (como está acontecendo em toda a Polônia depois de tudo ...). Muitas obras de arte e arquitetura contemporânea, para não mencionar museus de vanguarda e restaurantes gourmet que não têm nada a invejar aos de outras capitais europeias.

Comer:
Delicioso restaurante perto da catedral da cidade. A musica, o menu, o serviço e o ambiente tudo perfeitamente equilibrado. Pranzo delicioso.
Dormir:
Este hotel è em uma boa posiçao , decoraçao simples e discreta. Uma soluçao perfeita para uma noite. com Estacionamento
O Hotel Number One è com piscina, quarto arredato modernamente e con gusto, a sua localizaçao è a melhor, para explorar a cidade sem se preocupar com estacionamento e carro.

Visitar:
Museu da II Guerra Mundial - é o maior museu histórico polonês. Encontra-se em uma estrutura subterrânea de grande inspiraçao. No site tem uma lista de guias disponiveis (lingua espanhol/ingles/frances/italiano).
Crianças atè 12 anos recebem um percurso diferente dos adultos a causa do delicado tema que è a guerra.
Conselho reservar a visita.

Catedral de Santa Maria - os interiores são brancos, isso por causa dos protestantes que no passado assumiram o controle das igrejas da cidade e, não reconhecendo os santos e muitas figuras do catolicismo, preferiram cobrir todos os afrescos com tinta branca. E’ possivel subir na torre (a pagamento) e apreciar toda a cidade da Gandisk do alto.

Museo de pedras Ambar Gdansk é a capital mundial do âmbar, e se vc è um apaixonado por estas pedras nao vao faltar oportunidades para comprar-las.
Ulica Mariacka, a rua mais caracteristica de toda a cidade, uma pequena e curta rua de paralelepípedos com casas em estile elisabetianos.

Se vc è um amante da Street Art uma visita no bairro Murale Gdansk Zaspa - Pilotow 10, Danzica 80-460, sao mais de 60 espalhados por este bairro popular.
Descendo na parada de trem Zaspa da ferrovia urbana SKM e caminha em direçao ulica Pilotow e se pode iniciar a apreciar o espetaculos de cores e diferentes motivos seja social que por beleza. As visitas guiadas acontecem apenas durante os meses de verão ( realizadas pelos moradores do bairro). Localizados em torno de um parque, é um lugar muito relaxante para passear.
Foram os grafites a salvar este bairro da miseria e de muitos problemas sociais depois da crise dos anos 80. O artista Rafat Roskowinki organizou o primeiro festival de street art em 1997 para festejar a cidade e hoje tornou-se uma das metas preferidas de artistas e amantes de arte.

Reserve o teu tour Cultural Information Point - Długi Targ 39/40, Seg-Sex, 10.00 - 18.00; Sab-Dom, 12.00 – 16.00, email: kontakt@ikm.gda.pl, phone: +48 58 3012016


O Mercadinho de produtos tipicos, bijouterias, roupas, acessorios, arte è uma delicia e acontece pelas ruas no centro da cidade e em volta do rio Motława.

Hala Tragowa, Plac Dominikański 1 , mercado coperto de Gandisk. Edificio em estilo gotico, vale a pena um giro para apreciar a estrutura.

Caminhar pela ruas da calma Gdansk com vista para as margens do rio Motława apreciando os edifícios nórdicos característicos com telhado ponteagudos, fielmente reconstruído após a guerra è a verdadeira beleza.



Wladyslawowo
Relax para conhecer um dos cantos da terra da Polonia.

Wladyslawowo é bastante pequeno, com uma área total de 38 km2 e uma população de 14.782 habitantes.

A cidade está localizada na base da Península de Hel e possui 23 quilômetros de belas praias arenosas. Para quem ama a natureza e a tranquilidade e porque nao o esporte Kitesurf.

Esta pequena extensão de terra é o ponto mais setentrional da Polónia e um paraíso para o kitesurf com praias escondidas, belos parques nacionais e natureza intocada para desfrutar. A península pode ser alcançada por uma curta viagem de barco a partir de Sopot ou de carro a partir de Gdansk (viemos de carro), ao longo da estrada estreita, com uma bela vista do oceano de ambos os lados.

Dormir:
Relax com piscina, jacuzzi, restaurante e ate parede para escalar dentro do hotel. Excelente hotel
Otimo para quem viaja com familia e crianças.

A Polonia è bellissima e espero de voltar logo!
Arrivederci!

Um dia na cidade de Milano

Nao è facil visitar a cidade de Milano em um dia, mas se o tempo è curto o meu conselho è:

  • Duomo de Milano
    A sua construçao durou mais de 500 anos. Existem 3.400 estátuas dentro e fora da catedral.
    Milhares de artistas, escultores e trabalhadores qualificados estiveram envolvidos na construção da catedral. Arquitetos de toda a Europa foram convidados a trabalhar no projeto (+- 78 arquitetos ao todo).
    O “Santo Prego” da cruz de Jesus è preservada na Catedral do Duomo, um dos maiores tesouros da fé na catedral ambrosiana: o Santo Prego, uma das relíquias mais veneradas da Paixão de Jesus, uma daquelas ferramentas que, de acordo com as Sagradas Escrituras, perfuraram a carne de Cristo unindo-o à cruz. Do dia 15 ao 17 setembro se celebra com a missa e a procissao. Este momento chamado Nivola, derivado do dialeto milanese, è por causa desta espécie de "elevador", em forma de nuvem e decorado com telas pintadas, estátuas de anjos e cortinas (que remontam à sua forma atual em 1624), o único meio pelo qual é possível alcançar o tabernáculo do Santo Prego.

    E por fim e nao ultimo, nao se pode deixar de ir ao topo da catedral onde è possivel apreciar a cidade passeando atraves corredores, estatuas pelo teto desta catderal fantasitca.


    Em Milano, nenhum prédio pode ser mais alto que o “Madonnina del Duomo” (colocada no punto mais alto da catedral). Não é uma questão de superstição, mas de lei, uma lei aprovada nos anos 30, para ser precisa.
    A Madonnina del Duomo está localizado a 108,5 metros de altura, enquanto Torre Isozaki mede 202, mas isso não significa que a lei foi quebrada: uma cópia da estatueta de cobre foi colocada na Torre Isozaki, para que a “Madonnina” pudesse vigiar sobre Milano do ponto mais alto e mais privilegiado.

    Conselho: comprar o ticket on line è a coisa melhor para evitar filas


  • Galleria Vittorio Emanuele II
    E' bellissima, em qualquer hora e qualquer momento e mesmo depois de anos de conhecer-la se passo por Milano, devo dar uma voltinha por aqui nem que seja por alguns minutos.
    No primeiro impacto nao se sabe para onde olhar, e muitas vezes esquecemos de olhar os detalhes desta maravilhosa galleria milanese. Começo pelo chao (todos olham para cima esquecendo da beleza perto dos pès), em correspondência com o octógono central, está o brasão da Casa de Savóia. Nos lados estão os emblemas das quatro cidades que eram as capitais do Reino da Itália: Milão, Torino, Florença e Roma.

    A tradição afirma que rodar três vezes em si mesmo com o calcanhar do pé direito plantado em correspondência dos genitais do touro retratado em mosaico no chão do octógono da galeria traz boa sorte. O gesto foi originalmente concebido como um escárnio para a cidade de Torino, em cujo brasão de armas o touro é retratado, e depois espalhado simplesmente como um rito supersticioso. (incrivel como as pessoas acreditam em superstiçao)

    Depois de visitar-la da terra è possivel fazer um passeio emocionante sobre os telhados da Galleria Vittorio Emanuele II, que permitirá de admirar o monumento histórico de uma perspectiva única e fascinante.
    Igualmente impressionante são as visitas guiadas ao amanhecer, programadas todos os dias às 6h45. Desafiador, mas muito emocionante ver a cidade que acorda da uma vista diferente.
    Informaçoes e agendamento info@neiade.com.

  • Pausa lanchinho ? Nos arredores da Galleria se encontra um dos pontos mais famosos de Milano por esta tipica “pizzetta” pugliese. Vale a pena fazer fila de kms para comer o panzerotto da luini. Desde 1888 produz esta deliciosa "pizzetta fechada".
    O gosto classico è o panzerotto recheado de mozzarella e tomate com atençao para nao queimar a lingua :-), sao preparados ao momento.
    Sempre frequentado nao somente por turistas, mas tambem por italianos que amam esta delicia pugliese na terra milanese.

    Conselho: se tiver um tempinho, vai na Rinascente ( ao lado do Luini e na frente do Duomo), aqui o mondo fashion è concentrado e no ultimo andar restaurantes e lanches gourmet te esperam com uma vista unica da catedral.


  • Bairro Brera e Piazza Gae Aulenti ( a parte mais nova e trendy de Milano)
    Atravessando a Galleria Vittorio Emanuelle encontre a estatua de Leonardo da Vinci na frente o “Teatro Scala de Milano” (maravilhoso, assisti um opera) e segue pelas laterias do teatro você chegara a área de Brera, também conhecida como o bairro dos artistas de Milano. As ruas pavimentadas, os pátios escondidos, os artistas de rua e muitos restaurantinhos e barzinhos se vive uma atmosfera encantadora desta cidade.
    Neste bairro encontra-se a Pinacoteca e vale a pensa visitar-la.

  • A melhor maneira de terminar este passeio é desfrutar de um aperitivo em um dos bairros mais famosos da vida noturna de Milano: o Navigli. Para chegar até lá, você só precisará caminhar pela ( da igreja duomo em direçao a Via torino) Porta Ticinese até chegar à Piazza XXIV Maggio. Nesta área, o Darsena definitivamente vale uma parada: o antigo porto de Milão, um ponto de encontro entre o Naviglio Grande e o Naviglio Pavese (Pavia). O por do sol, as pessoas que se relaxam e se econtram depois do trabalho pode ser um “arrivederci a esta cidade plena de historia sem deixar as novidades para traz.

    Conselho: Se estiver no ultimo domingo do mes por Milano, nao perca a oportunidade de ir ao "mercatino dell'antiquariato del Naviglio".
    Mais ou menos 400 expositores que vendem objetos de design, musica, arte, vestidos e acessorios vintage. Otimo para achar alguma coisa de unico e especial como lembrança de Milano.
    O divertimento e a beleza està na atmosfera do naviglio e das pessoas. Restaurantes, barzinhos e galerias de arte abertos para viver o que Milano tem de bom; este espirito comospolita que invade a cidade.




Bem vindo à Milano

Le Cinque Terre, a pe, de barco e de trem, mas nao no verao.

Eu falei que para conhecer a Liguria è necessario ter pernas...e serà melhor que a tua programaçao aconteça no periodo do inverno europeu.
No verao è quase impossivel... a causa do grande fluxo de turistas, este pequeno tesouro de beleza singular nas encostas italianas està tornando-se uma meta muito dificultosa. Por isto o meu primeiro conselho è nao visitem-o no verao europeu e sim nos meses de abril-maio e outubro.

Le Cinque Terre - Trilha Manarola- Corniglia

Le Cinque Terre - Trilha Manarola- Corniglia

Le Cinque Terre

Le Cinque Terre


Monterosso - Vernazza - Corniglia - Manarola - Riomaggiore, sao os cinco vilarejos que encontram-se no Parco Nazionale Cinque Terre na Regiao da Liguria, reconhecidos pelo Patrimonio Mundial Unesco desde 1997.
E' possivel conhecer-lo a pè, de trem e de barco.
Para percorrer as trilhas entre "Cinque Terre" è necessario consultar as informaçoes do parque, pois ocorrem constantes mudanças por excesso de turistas...e por ser uma terra extremamente fragil muitas vezes as trilhas sao fechadas para a segurança de todos.
Pensa que uma das trilhas mais famosas.. MANAROLA - RIOMAGGIORE (Via dos apaixonados) a "Via degli innamorati" reabrira somente em 2021!!! OMG!
Para acessar as trilhas das "Cinque Terre" e aproveitar os serviços adicionais dentro do Parque Nazionale Le Cinque Terre, conselho a compra do Cartão Cinque Terre.


  • Cinque terre Card Trem - Alta estacao:
    1 Dia Cinque Terre Card Treno € 16
    2 Dias Cinque Terre Card Treno € 29
    3 Dias Cinque Terre Card Treno € 41

  • Cinque terre Card Parque -
    1 dia Adultos € 7,50 dos 12 aos 69 anos de idade válido até a meia-noite do dia da validação
    2 dias adultos 14,50 € dos 12 aos 69 anos de idade
    1 Dia Familiar € 19,60 para famílias com 2 adultos e 2 crianças dos 4 aos 12 anos de idade válido até a meia-noite do dia da validação
    2 Dias Familiar € 31.50 para famílias com 2 adultos e 2 crianças dos 4 aos 12 anos de idade válido até a meia-noite do dia da validação.


Tenha em mente que as trilhas que encontram-se pelas “ Cinque Terre” não são apenas caminhadas. Por isto gente, nada de chinelos :-) Sapatilhas ou sandalhas (eu fiz e garanto q a roupa adeguada è para a tua segurança). Trekking é esporte e seguir estas regras principais você evitará se deparar com situações ruins que possam arruinar suas férias.

Uma das Cinque Terre -Manarola

Uma das Cinque Terre -Manarola

Nao se pode conhecer “Cinque Terre” sem degustar o Sciacchetrà (se diz chaquetra). Um vinho doce, licoroso com um aroma frutado e floral, que lembra as essências da vegetação mediterrânica: notas de frutos secos, compota de damasco, pêssego amarelo e baunilha, mel de castanheiro e especiarias…. sò descrever-lo me dà vontade de beber…

Plantaçao dos vinhedos verticais - Algumas trilhas atravessam as vinhas.

Plantaçao dos vinhedos verticais - Algumas trilhas atravessam as vinhas.

Este vinho ha um trabalho delicado e lungo por isto a sua produçao è rara. Os bagaços são deixadas para secar ao sol até novembro e são então descascadas à mão para selecionar apenas o melhor - e uma qualidade muito alta garantida pela Denominação de Origem Controlada (DOC desde 1973), o Sciacchetrà é um produto muito refinado que pode evoluir por dez, vinte e até trinta anos.

A coisa interessante sobre o Sciacchetrà é que uma vez nao era comercializado, ao contrário do vinho branco das Cinque Terre. Se, de fato, os fazendeiros locais produziam grandes quantidades de vinho branco para exportação, a Sciacchetrà era um tesouro precioso a ser guardado para momentos solenes, como casamentos e batismos. O rendimento do Sciacchetrà é, de facto, muito inferior ao do vinho branco Cinque Terre, no melhor dos casos, é próximo dos 30% e requer a utilização das melhores uvas.

Um verdadeiro ouro da degustar lentamente e se for contornado pela paisagem das “Cinque Terre” melhor ainda.

Algumas vinicolas onde encontrar o Sciacchetrà:


http://www.vinbun.it/it-IT/home.aspx

http://possa.it/

http://www.primaterra.it/

https://www.burancocinqueterre.it/


Mas conhecer "Cinque Terre" atraves o mar è uma outra possibilidade para maravilhar-se. Pensa em chegar nestas verdes colinas das Cinque Terre com o giro noturno de barco. Ja pensou?
Das cidadezinhas como Camogli que encontra-se no Golfo Paradiso (o nome justifica o lugar :-) ), Reco (onde a famosa focaccia de Reco (nome do municipio) vale a viagem), Levanto, Lerici, Portovenere, La Spezia, e da capital da Liguria, Genova partem os "battello" (barcos de cruzeiro) para explorar estas encostas Ligure e apaixonar-se por este pedacinho da Italia.

Da cidadezinha de Camogli voce pode controlar os horarios aqui e do pequeno porto com suas casas coloridas aguardar a partida. Camogli è tambem conhecida pelo seu Festival do Peixe onde è celebrado no segundo domingo de maio.
O festival foi iniciado por um advogado e a primeira edição foi realizada em 1952. O primeiro ano foram construídos na praça cozinhas de tijolos e durante todo o dia eles continuaram a fritar em seis pequenas panelas. A particularidade deste Festival è que a fritura acontece na praça em uma panela gigantesca,

Jà na cidade de Levanto, de apenas 5.600 habitantes, è para quem procura relaxar e curtir as ferias ao ritmo lento, mas praticando esporte. A escolha entre bicicleta, trekking, surf faz com este lugar tenha uma clientela muito ecletica, do surfista à familha que procura somente relaxar-se esta pequena cidade pode ser a tua meta para descobrir “Le Cinque Terre”.

Da cidade de Levanto um giro de prazer de bicicleta ate Bonassola passando pelos ex tuneis de trem e que hoje è uma frequentadissima ciclovia com vista mar è o passeio para todas as idades. A atmosfera por aqui è um misto entre california e italia. O vasto vale de oliveiras, vinhas e arbustos mediterrânicos, atravessados por 80 quilómetros de caminhos que unem 18 vilarejos medievais sao protagonista no mes de maio do evento anual chamado "Mangialunga" trilhas que atravessam o vale da cidade de Levanto, com paradas pelos vilarejos, degustação de produtos típicos locais e entretenimento musical.
Ao longo do caminho você pode visitar antigos moinhos, moinhos restaurados e adegas privadas, onde os moradores locais recebem os caminhantes, oferecendo vinhos e petiscos.

Te espero aqui nas minhas Verdes Colinas do Monferrato.
O Monferrato fica distante das Cinque Terre apenas 1 hora e 30 minutos de carro, uma combinaçao perfeita entre o mar da Liguria com os montes do Piemonte.

Monferrato 50 minutos de carro de Milano
Monferrato 40 minutos de carro da Genova
Monferrato 40 minutos de carro da Torino

Italia, a destinacao mais desejada do mundo.

Segundo uma pesquisa realizada pelo portal inglês TravelSupermarket, a Italia é "o destino mais desejável do mundo" para passar as férias. O site usou o keyword planner de palavras-chave do Google, a ferramenta de pesquisa e planejamento de palavras-chave, para encontrar o número médio de pesquisas mensais em cada país. E a Itália ficou em primeiro lugar entre os mais procurados destinos de férias em 97 países.
Ate o Brasil estava entre as escolhas da pesquisa, mas no fundo a Italia è e resta o sonho desejado de muitos. A França, tambem se encontrava na lista dos destinos preferidos, mas presentou-se em quarto lugar.

Viaje comigo pelas Verdes Colinas do Monferrato, Piemonte

Viaje comigo pelas Verdes Colinas do Monferrato, Piemonte

E neste ano de 2019 pela Italia, as opcoes sao ainda maiores, pois pelo paìs se festeja os 500 anos de Leonardo, e o reconhecimento da cidade de Matera, como Capital Europeia. A cidade de Matera (Regiao de Basilicata) conhecida como a cidade das pedras foi esquecida por um lungo tempo, era quase uma vergonha viver nesta pequena cidade e da quando obteve a honra de ser Capital Europeia è uma das metas preferidas de todas as pessoas que amam e procuram belezas unicas italianas. Neste mes de julho estao girando o filme de James Bond.

Mas com tanto interesse pela italia, algumas cidades como Venezia e Firenze estao sofrendo. Um problema serio para um pais pequeno e com milhoes de anos. Sao lugares delicados, nao preparados à suportar milhoes de pessoas. E’ uma constante preocupaçao e os numeros de viajantes estao crescendo rapidamente.
O turismo relampago è aquele que mais faz mal as cidades historicas e sobretudo às pessoas. Viajar nao è colecionar destinos ou fotos.

Viajar è descobrir, sentir, aprofundir os conhecimentos das cidades, conhecer gente, sair da tua area de comfort sem esquecer de divertir-se.
Hoje existem tantas maneiras de viajar, e nao è uma questao de dinheiro, è uma questao de planejamento, e de organizar-se. Alugar uma casa na Italia, è uma das maneiras para viver-la bem economizando e serviços como AirbnB, Italianway , Holidu , Interhome oferecem variadas escolhas para alugar uma casa no pais dos sonhos.

Se voce perdeu o post onde escrevi sobre a historia de Erik, leia e se apaixone, como aconteceu comigo. Uma casa para temporadas na Italia, nas Verdes Colinas de Roccaveranno, no territorio das Langhe, sempre no Piemonte.
Como se diz: Uma viagem inicia quando decidimos o destino!


Te espero nas minha Verdes Colinas do Monferrato, no Piemonte.




Hospede-se em um Castelo na Italia, no Piemonte.

Piemonte significa "ai piedi delle montagne", PIE - pè ; MONTE - montanha e corresponde a posiçao geografica desta Regiao. na Italia. A área é conhecida por ser um dos maiores distritos de vinhos italianos com vinhos mundialmente famosos - Barolo, Barbera, Barbaresco, Dolcetto e Spumante. No Piemonte, tradições e história vivem em serenidade, caracteristicas nao facil de encontrar-se. Muitas pessoas que visitam o Piemonte têm um grande interesse em comida e vinho e é exatamente por isso que a área é famosa. Aqui você conhecerá pessoas que estão procurando o genuíno e vêm aqui para beber um bom vinho, saborear uma comida fantástica e saborear as melhores trufas brancas.
Ha duas horas de distância, è possivel visitar os Alpes cobertos de neve, mas querendo mudar a paisagem, em uma hora de viagem de carro, as praias ensolaradas da Riviera italiana, te esperam. Um verdadeiro paraíso.

Das verde colinas do Monferrato se avistam os alpes suiços e franceses

Das verde colinas do Monferrato se avistam os alpes suiços e franceses

O territorio do Monferrato oferece um cenário verdadeiramente único e a oportunidade de passar alguns dias na beleza italiana entre castelos e jardins è possivel. A herança deste territorio de acastelado é a melhor aposta que, juntamente com a beleza da paisagem de vinhedos e florestas, nos leva aos tempos antigos, como o Castello di Gabiano, situato no alto das Verdes Colinas no pè da Vale do Pò, è entre os mais antigos Castelo do Monferrato.

O Castello di Gabiano, do seculo VIII apòs seculos de disputa por varias familhas, foi reformado em 1907.  A sua restauraçao foi inspirado em fotos, estampas antigas revelando-se uma verdadeira testemunha para a historia do Monferrato.

Depoois de anos de trabalho paralisado a causa da guerra, nos anos 30 o trabalho reinicia e hoje è um dos castelos do territorio monferrino com caracteristicas tipicas do periodo neomedieval

A propriedade cobre 260 hectares e 20 de vinhedos, com parque e jardim com um fanatstico labirinto natural, um verdadeiro exemplo historico  da restauracao paesagistica dos anos 30.

No Castello di Gabiano è possível dormir nas 12 suites/apartamentos disponíveis decorados com elegância e modernidade sem subtrair o brilho de séculos de historia. Produtor de vinhos, ha uma esplendida adega que mantém mais de 20 rotulos de vinhos, entre branco, vermelho e rosè. 

Jà na cidade de Alessandria, encontra-se o Castello de Piovera, em um pequeno vilarejo chamado Piovera. Um castelo, mais concentrado pelos fatos historicos, por isto a sua visita è muito interessante. Entre os raros castelos deste territorio, o castelo de Piovera è localizado em uma terra pródiga, porque contornada pela confluência de muitas correntes de água, em posição privilegiada, pela passagem dos ricos comerciantes da famosa "Via del Sale" e dos peregrinos que percorrem a Via Francigena de Roma a Paris.
O Castello di Piovera foi costruido no seculo XIV e passou pelo dominio dos espanhois, dos savoias ate chegar ao atual proprietario dos contes italianos.

O Castello di Razzano é contornado por 20 hectares de vinhedos onde produzem Barbera, Pinot Nero, Nebbiolo, Croatina, Merlot e Chardonnay. No vilarejo chamado Alfiano Natta (nome da família dos primeiros proprietários), na provincia de Alessandria, o Castelo foi construido em 1697 e reformado no 2006 com a reabertura do Relais. Uma viagem onde bom gosto, relax e natura sao a combinaçao perfeita para quem è a procura do autentico estilo da “dolce vita” italiana.

MG_6772.jpg

Um Castelo

que tambem è um Relais.

Locomovendo-se pelas Verdes Colinas, pegamos a estrada sentido Ovada (sempre Monferrato) e encontramos o Castello di Tagliolo e a sua historia inicia 1000 anos atras. Hoje conserva a sua beleza autentica. Sua aparência remete aos tempos antigos, como se fosse um mundo encantado e nunca tocado. A fortaleza se desenvolve ao redor do borgo medieval, com suas ruas estreitas, paredes de pedra e arquivoltas.

A historia do Castello di Tagliolo é o resultado de toda uma série de intervenções e renovações: no século XVII, transformou-se de fortaleza militar em residência nobre e, daquele passado à hoje, só restam os drenos da ponte levadiça e a torre de alistamento.

No Castello di Tagilolo sao disponivies 4 apartamentos, decorados de gusto rustico, simples, mas aconchegante para passar dias de relax descobrindo as belezas deste pedaço do Monferrato e degustando os vinhos de produçao do Castello di Tagliolo.

Muitos castelos no territorio do Monferrato, no Pimeonte, sao propriedades privadas e nao disponiveis ao publico, mas com a Associaçao “Castelli Aperti” as possibilidades de visitar-los aumentam. Domingo 21 de abril de 2019, inicia o festival Castelli Aperti, o projeto, que prevê a abertura de abril a outubro de setenta casas históricas, museus, palácios, jardins e torres, uma verdadeira conquista para um territorio repleto de historias e grande descoberta e fascinante património cultural e arquitectónico piemontese.

alessandra nardim
No Piemonte, um dia quando o mar chegava aqui.

Uma terra de história, vinhos e pequenos vilarejos, montes e vales, e castelos e igrejas, o Monferrato, na Regiao do Piemonte, na Italia é um dos ricos territorios vinícolos italianos conhecidos pelos seus vinhos tintos e espumantes (foi aqui, no Piemonte que nasceu o espumante) reconhecido pela UNESCO, desde 2014.
O Monferrato (Monfrà [mʊɲ'fra] em Piemontese, (ferratus em latim) é uma região histórica do Piemonte. Seu território, quase exclusivamente montanhoso, encontra-se principalmente nas províncias de Alessandria e Asti, fronteira com a Região da Liguria e também com a província de Cuneo (Piemonte), onde encontra-se as maravilhosas terras Langhe e Roero.
Hà 150 milhões de anos atrás o Golfo Marinho era presente na parte Norte da Italia. E os bons frutos estamos colhendo hà pouco mais de três séculos. A riqueza marinha de 150 milhões de anos atras, deixada por estas terras contribuiu a produçao de alguns dos melhores vinhos do mundo. O terreno composto de argila, marga calcária, marne azulado, tufa, areia e solfiferi de gesso è uma das carateristicas que enriquece a produção das videiras autóctones desta região.

download-1.jpg

Italia, hà milhoes de anos atras a agua dominava esta terra.

Imagem: fmboschetto.it/autore/Italia_antica.htm


Estes milhões de anos se verificam fosseis marinhos nas paredes destas salas subterraneas, denominadas INFERNOT.
O termo Piemontese INFERNOT refere-se a uma sala subterrânea construída à mão escavado em uma rocha de arenito, e pedra de cantões, ou em tufo e geralmente usada como adega ou despensa. Uma característica comum entre adegas e INFERNOT é a ausência de luz e ventilação direta. O interno é, no entanto, distinto da adega real, em relação à qual geralmente ocupa uma posição inferior e desempenha uma função subsidiária, concentrada na conservação do vinho engarrafado.
No final do século XIX e início de 1900 nasceram os “INFERNOT”. A construçao dos “INFERNOT” acontecia no periodo invernal, quando o trabalho agricolo, a causa do frio, entrava em pausa. A construçao destas salas subterraneas durava entre 4 à 5 anos para ser concluido.


Os INFERNOT foram construídos quase todos por agricultores/lavradores ou pedreiros sem qualquer noção de engenharia ou arquitetura, mas eles ainda estão intactos graças à solidez e à resistência particular do material de escavação. Alguns INFERNOT foram equipados com uma carcaça para o gelo, para a preservação de bens perecíveis (carne e vegetais em particular).
Uma verdadeira obra engenherìstica construida somente com o utilizo das maos. A particularidade dos INFERNOT è que nao existe um igual ao outro, ja que foram construidos conforme a necessidade e a possibilidade da propriedade.
Camagna Monferrato, Cella Monte, Frassinello Monferrato, Olivola, Ottiglio, Ozzano Monferrato, Rosignano Monferrato, Sala Monferrato e Vignale Monferrato sao os municipios do territorio Monferrato que abrigam estas maravilhosas construçoes.

Um Patrimonio inestimavel que hoje podemos visitar-los graças ao trabalho do homem.

Te espero nas minhas Verdes Colinas do Monferrato, no Piemonte


O Grissino è Piemontese

E se voce conhece o “grissino” quer dizer que voce jà esteve na Regiao do Piemonte. 

O nome “grissino”, deriva da palavra piemontês Ghersa, o que indica o pão clássico da tradição com forma alongada. O grissino nasceu em Torino e não há almoço ou jantar que se respeite, sem esta deliciosa e perfumada “vara de pão” sobre as mesas. 

O nascimento deste pão friável está intimamente ligada ao Reis de Savoia que reinavam na Italia. A tradição conta que Antonio Brunero, padeiro da corte, desenvolveu este tipo de pão, a pedido do médico real para ajuda-lo a comer o pequeno Vittorio Amedeo II em 1679. Na verdade, o futuro rei, com a saúde debilitada, não podia tolerar o miolo de pão regular. O padeiro então se esforçou ao inventar um tipo de pao que não incluia o miolo: assim nasceu o grissino.

foto Di Martin van Meytens - TgEUA8TzcamVgg at Google Cultural Institute, zoom level maximum, Pubblico dominio, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=29095009

foto Di Martin van Meytens - TgEUA8TzcamVgg at Google Cultural Institute, zoom level maximum, Pubblico dominio, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=29095009

Entre varios famosos estimadores Napoleone Bonaparte os-amava tanto que criou, um serviço de entrega entre Torino e Paris dedicado quase exclusivamente ao transporte daqueles que os-chamava de “les petits bâtons de Turin” (as varetas de Torino).

E’ em Rocchetta Tanaro neste municipio no Alto Monferrato, apenas 15 km da cidade da cidade de Asti, pelas colinas do vinho Barbera e Grignolino, no Monferrato se encontra o forno Mario. O segredo do forno Mario é o fermento, criado pelo tio, tem mais de um século. O fermento é caracterizado por longos períodos de maturação e uma abundância de bactérias de ácido láctico que permitem que a hidrólise mais completa do amido de farinha. O resultado é uma complexidade de sabor superior, melhor digestibilidade e uma vida mais longa do produto. 

O ciclo de produção continua com a seleção de farinha, o azeite extra-virgem não filtrado, agradavelmente doce e com um bom grau de acidez. Realizados rigorosamente à mao!

 Uma lunga história, profundamente enraizada na comunidade desta Regiao da Italia, o Piemonte.

Te espero nas minhas Verdes Colinas do Monferrato, no Piemonte

Viajar pela Italia no 2019

O 2019 promete com uma agenda repleta de eventos pela Italia, e inicia bem, com a inauguraçao da Capital Europeia Cultural em Matera, a cidade das Pedras, que encontra-se na Regiao de Basilicata. Matera è algo de unico como costruçao e beleza. O centro histórico é um destino famoso para o cinema. Mel Gibson definiu os exteriores da Paixão de Cristo nas Pedras de Matera, um lugar que ele pensava ser "perfeito" como cenário para Jerusalém. Esta terra oferece uma experiência diferente, mergulhado em lugares onde o silêncio, as cores, os aromas e os sabores se afastam da agitação da vida moderna, proporcionando sensações únicas.

Foto @lucamicheli - Matera

Foto @lucamicheli - Matera

E este pode ser somente o inicio da tua viagem, pois o que nao falta aqui, è um calendario variegato de atividades. Eu chamaria isto de uma viagem dentro de uma outra viagem. Poder inserir na tua agenda, uma mostra de Leonardo, um curso de cozinha, um aperitivo com Caravaggio, um concerto de jazz nas colinas do Piemonte è algo de unico e irrepetivel.

O 2019 è bomba! Se festeja em toda a Italia os 500 anos da morte de Leonardo da Vinci (1519-2019). E’ na cidade de Milano que os festejamentos serao abondantes. Leonardo da Vinci trabalhou na capital Lombarda por quase vinte anos e, por essa razão, a cidade está repleta de cantos ocultos e inesperados que contam sua história. Lembro ainda que uma das suas obras mais importantes, o “Cenacolo” (Ultima Cena) encontra-se na igreja “Santa Maria delle Grazie “ .

A cidade de Milano deve muito a Leonardo da Vinci e se transforma, começando pela estacao metropolitana Cordusio, que neste ano muda de nome em "Cordusio -Biblioteca Ambrosiana ". E’ a parada mais perto da biblioteca, onde estao armazenados, a maior quantidade de desenhos e manuscritos realizados por este artista, pintor, scenografo, inventor, matematico, escultor…
Uma ano è pouco para homenagear-lo por isto que as comemoraçoes à este artista começaram jà em 2018, como a mostra Leonardo da Vinci Parade. no Museo della Scienza e della Tecnologia, com termine no dia 13 de outubro de 2019.
A lista è longa, mas vai o “anti-pasto” da agenda Vinci para o 2019:

  • Mostra de Leonardo and Warhol - 1 Março - 30 junho em Milano

  • Castello Sforzesco na "Sala delle Asse" , depois de anos de restauracao sera aberta à visitacao para admirar as pinturas de Leonardo da Vinci.

  • Em Abril chega ao cinema Essere Leonardo da Vinci” , uma homenagem ao homem que mudou o modo de pensar sobre arte, ciencia e tecnica.

  • Atè 16 junho 2019 a Veneranda Biblioteca Ambrosiana presenta al exposiçao “I segreti del Codice Atlantico, Leonardo all’Ambrosiana.

Castello Sforzesco -

Castello Sforzesco -

Pesquisar, Ler, informar-se antes de uma viagem, è a melhor maneira para viver intensamente o teu proximo destino.

Pesquisar, Ler, informar-se antes de uma viagem, è a melhor maneira para viver intensamente o teu proximo destino.

No mes de Abril, Milano engrandece a festa com a chegada do “Salone Internazionale del Mobile” . Do dia 9 ao 14 de abril, Milano explode. A cidade renasce e oferece interminaveis eventos sobre design. arquitetura, beleza, cozinha, creatividade. E’ um evento que todos deveriam poder viver uma vez na vida. Aqui se fala de creatividade, inovaçao, arte, beleza, funcionalidade com divertimento. A cidade de Milano torna-se um verdadeiro happenning.

Deixando Milano para traz e indo em direçao do mar, chegamos em Genova, uma cidade que adoro e que è distante das Verdes Colinas apenas uma hora de viagem.

  • A Mostra "Caravaggio e i Genovesi" - 14 Fevereiro - 6 junho -

  • Acquario di Genova - Um passeio feito para grandes e pequenos

  • Evento Slow Fish - 9 -12 Maio - Um otima oportunidade para conhecer e experiemtnar os peixes da mar mediterraneo.

E pelas colinas do Piemonte ? Encontramos Leonardo da Vinci, em uma mostra “Leonardo da Vinci. Disegnare il futuro” no mes de abril na capital do Piemonte, em Torino.

  • Mostra de Claude Monet - ” Monet The immersive experience”,  - Torino - 16 março - 30 junho

    E’ uma imersão sensorial nas obras-primas do pintor que representou, ao ar livre, a beleza da natureza.

  • Mostra - Michelangelo. Il corpo maschile - Torino

  • Feira do Queijos -20 - 23 Setembro - Cheese 2019 - 🧀Bra (CN) -
    Para quem ama Queijo como eu, este è o paraiso. Vale a pena ficar dois dias por estas colinas.

  • Festival de Musica/ Literatura - Julho - Festival Collisioni - show musical/literatura/poesia/ de artistas italianos e internacionais 🍷Barolo (CN) -
    Em 2009 foi o ano do primeiro festival e hoje traz musica internacional para estas colinas. Uma combinaçao perfeita, musica e vinho!

  • 1 Setembre - Palio d'Asti - Asti (AT) -
    O mais antigo Palio da Italia, mesmo sendo menos conhecido do Palio di Siena.

  • Outubro - Novembre - Fiera Internazionale del Tartufo Bianco -🥔Alba (CN) -
    O Alba Truffle Show é uma festa plena de eventos culturais e gastronômicos que celebram esta iguaria do Piemonte. Durante todos os finais de semana da Feira, alternarão chefs nacionais e internacionais, chefs locais, designers, escritores e artistas unidos pela paixão pelas trufas, pela cultura da boa comida e pelo bom gosto. Este evento è show!

Por estas colinas da Langhe, o Festival Collisioni leva arte, musica acompanhada de um dos melhores vinho do mundo, o Barolo

Por estas colinas da Langhe, o Festival Collisioni leva arte, musica acompanhada de um dos melhores vinho do mundo, o Barolo

Antes de partir para tua proxima viagem, pesquise, procure informar-se sobre eventos, festas, mostras e descubra as maravilhas desta terra.
Baci a tutti e boa viagem pela minhas Verdes Colinas.

O paìs mais lindo do mundo!

O que eu mais gosto do ano novo, è poder iniciar-lo com novos planos, novos objetivos, novas viagens, novos encontros. Enfim è um NOVO ANO, entao porque nao recomeçar?
Neste 2019, eu quero finalmente voar! O cèu, as nuvens, a sensaçao de sentir-se leve e poder ir e voltar como quiser, como o vento, que traz coisas boas e levando embora coisas ruins.

Mondovi è a capital internacional do voo aerostatico italiano, e acabou de ser concluido o 31° campionato.
O primeiro balao chegou aqui, na provincia de Cuneo em 1979 e depois desta data, a paixao dominou estas Verdes Colinas do Piemonte.

foto via @ReanaDoglia

foto via @ReanaDoglia


Mondovi, encontra-se na Regiao do Piemonte e fica distante da França apenas 2 horas, o que pode permitir de amanhecer com as Verdes Colinas das Langhe, na Italia e adormecer com o perfume do mar, na França.
A capital da Arte Barroca do Piemonte, se divide em Mondovi Alto e Mondovi Baixo. Subindo na parte Alta de Mondovi, se admira a beleza da cidade que vao das colinas das Langhe atè os Alpes. Foi aqui que Napoleao Bonaparte em 1796, apòs ter chego em Mondovi disse: “Qui, il paese più bello del mondo”.

E è daqui que partirei de Balao :-)! Poder apreciar esta terra maravilhosa e descobrir a beleza de cima e te poder mostrar a dimensao de trabalho, de compromisso e de amor que estas pessoas tem por este pedaço da Italia, è pura emoçao.
Conhecer esta parte da Italia è poder incluir na mesma viagem, natureza, esporte, vinhos excelentes, historia, arte, cozinha estrelada (lembro que o Piemonte esta na segunda posição entre todas as regiões italianas, com um total de 45 restaurantes estrelados), e sobretudo viver e conhecer de perto a famosa "dolce vita".

E voce, quais sao seus objetivos para o 2019?






O verdadeiro viajante tem a mente elastica e o paladar pronto.

A cozinha é, sem dúvida, uma parte importante da cultura italiana. A cozinha italiana é conhecida em todo o mundo, especialmente por massas, pizzas e sorvetes, mas a variedade de sua comida é muito mais rica. Graças à importância de cozinhas regionais, e até mesmo dos pequenos vilarejos, orgulhosos de suas tradições e especialidades culinárias, e graças as muitas influências dos diferentes povos que tiveram lugar na península, pode se dizer que o número de receitas italianas sao quase ilimitadas.

O vinho è o embaixador por excelência. Incomparável o prazer do gosto de um bom vinho, imerso em seu ambiente natural, um copo de Barbera ou de Barolo no Piemonte, uma massa com a trufa branca è uma experiencia para viver e nao para contar ;-).

Na cidade de Torino, capital da Regiao do Piemonte, hà uma lunga história de amor, entre a cidade e chocolate. Começou em 1560, quando, para comemorar a transferência da capital ducal de Chambéry para Torino, Emanuele Filiberto de Savóia (rei da Italia) simbolicamente serviu à cidade uma xícara de chocolate quente…
Torino oferece inumerosas cafeterias historicas caracterizados por charme e elegância. As cafeterias históricas são, sem dúvida, uma obrigação para quem visita a cidade, mas também para quem a conhece bem. Você pode saborear dentro deles, incluindo espelhos antigos, “boiserie”, tapeçarias de cetim, candelabros elegantes e pratos de porcelana, como uma pequena viagem no tempo, mesmo por algumas horas.

  1. Café Confeitaria Al Bicerin - Aberto desde 1793, o Bicerin era o café preferido de Camillo Benso Conte di Cavour. Sua especialidade é, obviamente, a famosa bicerina, uma bebida quente típica de Turim baseada em café, chocolate e creme, que o local detém (com inveja) a receita original.

  2. Café Gelateria Fiorio - Aberto em 1780, é outro dos cafés históricos localizados no centro da cidade. Por muito tempo foi o local da realeza Savoia, também chamado de café da "pigtails" e " Maquiavel "para as roupas e as discussões realizadas lá. Sua especialidade é certamente sorvete, principalmente gianduia.

  3. Cafè San Carlo - Um dos locais de encontro dos intelectuais do Risorgimento, o histórico café San Carlo, localizado perto da praça com o mesmo nome, é famoso sobretudo pelas suas boas misturas de café. O ambiente é lindo, decorado com estuques, estátuas e mármores preciosos. À noite, transforma-se num restaurante.

  4. Confeitaria e Cafeteria Baratti & Milano - Aberta desde 1875 e seu sucesso foi tal que se tornou o fornecedor da Casa Real. melhores bebidas de chocolates quentes de Torino.

  5. Caffè Torino - Um pouco mais recente do que outras salas históricas, o Caffè Torino foi inaugurado no início do século XX. Mesmo aqui, numa atmosfera de outros tempos, entre os mármores preciosos e lustres suntuosos. Aqui o Gianduiotto è uma das especialidade.

  6. Café Mulassano - Localizado perto da Piazza Castello, o Caffè Mulassano di Torino, inaugurado em 1907, foi o ponto de encontro habitual da realeza de Torino, mas também dos artistas do Teatro Regio que encontra-se nas redondezas. Entre os belos espelhos, as mesas de mármore e as muitas decorações que você pode desfrutar de um “TRAMEZZINO”, a especialidade do lugar onde tambem nasceu.

    O "Gianduiotto" (nome do chocolate) foi produzido pela primeira vez pela famosa confeitaria Torino Caffarel na fábrica localizada em Borgo San Donato, provincia de Torino e apresentado ao público no carnaval de 1865 pela máscara de Gianduja de Torino, da qual leva o seu nome.
    A sua particularidade nao è somente na sua forma, mas na sua composiçao, feito de avelãs tostadas e moídas (com o refinador a avela se torna um creme porque contém óleo), cacau, manteiga de cacau e açúcar.

Aberto desde 1793, o Bicerin era o café preferido de Camillo Benso Conte di Cavour. - Bicerin no dialetto piemontese significa - bicchierino - copinho

Aberto desde 1793, o Bicerin era o café preferido de Camillo Benso Conte di Cavour. - Bicerin no dialetto piemontese significa - bicchierino - copinho

Baratti & Milano - A melhor chocolata quente da cidade

Baratti & Milano - A melhor chocolata quente da cidade

O chocolate Cremino, invez foi uma operaçao de Marketing genial e quem ganhou fomos nòs. Em 1911 a empresa automobilistica FIAT lançou uma competição entre os chocolatiers italianos para criar um novo chocolate para o lançamento do novo modelo de carro FIAT tipo 4.
Viajar com o paladar è uma das viagens que mais lembraremos, pois atraves novos pratos, guloseimas, vinhos, iguarias, vivemos experiencias colegadas aos nossos cinco sentidos, portando à memoria momentos que dificilmente serao esquecidos.

O viajante sabe bem, o que faz a diferença entre um viajante e outro, é ter uma mente bastante elástica, aquele que è sempre curioso de aprender, experimentar, conhecer e aprender.
Ontem mesmo, conheci uma nova marca de chocolates, no Brasil, e um dos produtos em vendas se chamava "gianduiotto". Como? Nao è possivel!
O verdadeiro Gianduiotto è aquele feito com Avelas Piemontes e com a forma Triangular.



gianduiotto.jpg

Foi presentado no carnaval de 1865 pela máscara de Gianduja de Torino

por isto se chama Gianduiotto

Aqui està a maravlha de viajar: descobrir e aprender.
Quantas pessoas perguntam a origem do "gianduiotto"? Ter curiosidade em saber e descobrir coisas novas è que faz de voce um verdadeiro viajante.
Procurar estimulos lendo livros, visitar museus, exposiçoes, ouvindo diferentes estiles de musicas, experimentando pratos de culturas distantes e ate mesmo lendo receitas nas embalagens dos alimentos faz com que nunca se pare de viajar. Este è verdadeiro viajante.
O mundo está falando conosco e saber como ouvi-lo é o primeiro grande propósito de 2019.

Feliz 2019!

O doce mais antigo da Italia, o torrone

E como estamos perto do Natal, de torrone temos que falar :-)
No dia 25 de outubro de 1441 na cidade de Cremona, provincia da Lombardia, se festejava o casamento do sèculo! O casamento de Francesco Sforza (duque de Milāo) e Bianca Maria Visconti (filha de Filippo, primeiro duque de Milāo) durou variados dias com malabaristas, dança, musica e um enorme banquete nupcial, onde foi servido o doce tipico a forma da torre da cidade, o “Torrazzo” di Cremona, o Torrone. O torrone esta para Cremona como o cafe esta para nòs brasileiros.
Feito de açùcar, claras de ovos, mel e amendoas, este doce è reconhecido como o doce mais democratico: è acessìvel à todos os bolsos. No ano passado os italianos foram presenteados com mais 9,7 milhoes de torrone!


Mas nem sempre foi assim, este doce era para poucos. Em 1885, a causa do alto preço das amendoas, nascia o torrone com avelas no territorio das Langhe, no Piemonte, e hoje muitos preferem esta qualidade, confirmando as cinco geraçoes da empresa historica Sebastian que encontra-se aqui, nestas verdes colinas do Piemonte.

As variedades deste tipico doce multiplicaram-se e hoje se encontram, torrone com ajunta de pistache, chocolate, mirtillo, casquinha de laranja, coberto de chocolate branco ou preto… e atè a especialidade da toscana chamado pantorrone, desde 1750 com ajunta do pāo de lò.

Mais uma historia que confirma o quanto a cozinha italiana è rica, variada e creativa.

Nesta semana di novembre acontece o Festa do Torrone em Cremona. Uma viagem que nāo se resume somente ao gusto, mas uma viagem no tempo. Tudo roda em volta do torrone, mas no ano 1440 para reviver aquele dia de festa do duque e da duquessa de Milāo.

A parada com vestidos medievais, a musica da epoca, tudo para replicar o festejamento do casamento daquele ano que fez nascer um dos doces mais italiano que exista.
Viva gli sposi!

10 motivos para voce conhecer o Piemonte

O Piemonte foi escolhido pela guia Lonely Planet como uma das destinaçoes de viagem para o próximo 2019. E aqui estao alguns motivos da escolha de uma dos guias de viagens mais respeitados ao mundo.

  1. TORINO - Foi a primeria capital da Italia e hoje è capital da Regiāo do Piemonte. Tesouros imperdíveis da cidade são os edifícios que fizeram a história da capital, durante séculos foi o coração do “Reino de Savoia” e teatro da unidade nacional italiana. Imponentes são as mansões nas quais reis e nobres da época permaneceram e um passeio a pè pela cidade, è um ottimo começo para introduzir-se nesta maravilhosa cidade e entender o porque è conhecida como a pequena Parigi.
    No dia 27 de janeiro de 1861 teve lugar o primeiro turno para a eleição de deputados do primeiro parlamento nacional que foi inaugurado em 18 de fevereiro do mesmo ano no Palazzo Carignano, residência real do Savoia, em Torino. O primeiro Parlamento italiano foi composto, entre outros, pelos heróis da Unificação da Itália, como Giuseppe Garibaldi, Giuseppe Mazzini, Alessandro Manzoni e Giuseppe Verdi.

  2. EDIFICIOS REAIS. O “Reino di Savoia” deixou uma herança de opulenza e ao mesmo tempo com grande eleganza e seus parques como o - Palazzo Madama - a Venaria - Stupinigi - sao a demonstraçao. Na cidade de Torino nao se pode deixar de visitar o Borgo e Castello Medioevale que encontra-se na encosta do Rio Pò, dentro do “ Parco Valentino”. Dentro deste vilarejo entrando, através da ponte levadiça, significa viajar no tempo e no espaço, deixando a cidade do século XXI para encontrar um momento de serenidade entre arcadas, fontes, lojas de artesanato, jardins e um castelo que olha para você do seu imponente tamanho .

  3. MUSEO EGIPZIO - Visitar o museu Egipcio è obrigatorio. Uma rica coleçao vc encontrera somente no Cairo, capital do Egito. O museu Egipcio de Torino è  segundo museu mais importante de historia e arte egipcia. Há uma rara coleção de antiguidades egípcias que abriga zelo com sarcófagos, múmias, papiro e jóias de rara beleza e inestimável.

  4. LANGHE-ROERO-MONFERRATO - A terras chamadas Langhe Roero e Monferrato - sao Patrimonio Unesco del 2014 e somente pela beleza de seus vinhedos. Vir ao Piemonte e nao conhecer este pedaço de terra è como deixar de explorar uma das partes mais importantes da Italia, rica pelos seus vinhedos e comida tipica, desde ensacados aos maravilhosos queijos.

  5. TARTUFO BIANCO - E’ esta terra que possui o clima perfeito para o crescimento desta raiz/cogumelo. Nos meses de outubro e novembro, ocorre a feria internacional do tartufo. Vale a pena para deliciar-se desta iguaria.

  6. LAGO MAGGIORE - E suas ilhas como as Isole Borromeo da familia Borromeo, sao lugares unicos e encantados.

  7. GOLF - No Piemonte, graças a sua conformaçao de montanhas, lagos, planicies e doces colinas è um territorio rico de desde 1925 ate hoje, houveram 13 campeonatos Open d’Italia. No território Alessandrino, onde a primeira parada è no maravilhoso terraço da casa do clube do Margara Golf Club, onde você pode admirar os 36 buracos distribuídos entre plantas e lagoas das primeiras colinas do Monferrato, depois continuando chegamos na cidade de Gavi, uma terra famosa por seus maravilhosos vinhedos onde encontra-se o Golf Club Serravalle e o Golf Club Gavi. Por estas verdes colinas, o que nao falta è opçao para jogar Golf.

  8. ALPES - Os Alpes são a cordilheira européia mais importante. Localizado na fronteira entre Itália, França, Suíça, Liechtenstein, Alemanha, Áustria, Eslovênia e Hungria, eles se estendem por 1200 km.
    Sua forma é chamada de "arco" e eles são divididos em ocidental, oriental e central. A paisagem é extremamente variada, desde geleiras extremas e bosques meravilhosos como o Parco Gran Paradiso

  9. SLOWFOOD - O concept Eataly nasceu aqui, no Piemonte, assim como o movimento Slow Food, para defender e salvaguardar a cultura e a riqueza culinaria Italiana e mundial. O movimento slow food se espalhou no mundo chegando ja no Brasil. A feira de queijo, acontece a cada dois anos na cidade de Bra, em provincia de Cuneo, e è a demonstraçao o quanto pouco conhecemos deste alimento, o queijo. Nada melhor de uma feira que reune queijos de todo o mundo para enriquecer o nosso palato. Tambem em Torino à cada dois anos acontece a feira de alimentos, Salone del Gusto è uma homenagem a esta rica diversidade da agricultura italiana e mundial.

  10. VERDES COLINAS - Eu vivo no territorio do Monferrato desde 2003 e pelas Verdes Colinas do Monferrato, busco novidades e curiosidades para compartilhar as maravilhas que esta regiao tem à oferecer.



Venha conhecer o Piemonte e as minhas Verdes Colinas do Monferrato.

Comer na Italia è uma coisa séria.

E poi, vuoi anche un cappuccino?

A cozinha é, sem dúvida, uma parte importante da cultura italiana. Conhecida em todo o mundo, especialmente por massas, pizzas e sorvetes, mas a variedade de sua comida é muito mais rica. Graças à importância de cozinhas regionais, e sobretudo aos pequenos vilarejos, orgulhosos de suas tradições e especialidades culinárias, se pode dizer que o número de receitas italianas sao quase ilimitadas.

Para se ter uma ideia a pasta chamada “agnolotti”, tipica do Piemonte, hà inumeras receitas diferentes em uma distancia de 20 km. E è melhor nāo perguntar qual è o melhor “agnolotto” ou a receita mais correta, seria inutil. Mangiamola che è meglio :-)

No site welovepasta da associaçao das industrias do doce e da pasta italiana, sāo classificadas 300 tipos de pasta, ma se considerarmos todas as pastas feitas em casa, este numero triplica certamente.

Sentar na frente de uma prato de pasta nāo è somente para saciar o apetite, è descobrir historias e sabores antigos que fizeram desta terra um dos melhores destinos que se possa combinar gusto e gosto.

A Pasta recheada “agnolotto” piemontese, aparece no sul do Piemonte, no século XIII, mais ou menos e só depois se espalha pelo norte. Ninguem sabe realmente quando ele nasceu, e como se presentava, certamente era muito diferente de come se presenta oggi; Provavelmente já era conhecido pelos árabes, talvez até no final dos tempos romanos.

Foi na cidade de Gavi Ligure, provincia de Alessandria, em 1200, a família Raviolo, serviu o prato de massa, dentro da propria pousada... algo que se assemelhava a um prato de ravioli.

Em 1182, foi a primeira vez na história em que o ravioli-agnolotto é mencionado, mas há citações mais antigas. A gama de nomes derivantes è sem fim: agnolotti, agnellotti, ravioli, raffioli, anolini e anellotti, tortellini, cappelletti. E acabo de descobrir o agnolotto feminino! Sim, porque na cidade de Canelli (provincia de Asti) se torna a raviola, e confirmado que a palavra nasce da 'ravita' ou 'graviola' que significava mulher grávida.

A sua forma original no Piemonte nasce redonda (do anulòt , dialeto torinese, que era o ferro usado, para cortá-los em forma de anel), depois se transforma tornando-se de forma quadrado.
Enfim, a forma tradicional do agnolotto é quadrada, com o recheio fechado por duas folhas de massa de ovo. A principal característica do agnolotto piemontese em relação a outras especialidades de massas recheadas do resto da Itália é o uso de carne assada para o recheio. Por isto nao existe uma receita definida do recheio, pois cd um usa a propria receita de carne assada adicionando verdura ou nao.

Em uma recente reportagem, li que muitos estrangeiros que visitam a Italia se estressam no momento de escolher os pratos na frente de tantas escolhas; Primo - Secondo - Contorno e dolce

Nao è facil, vejo que os convidados brasileiros ficam perdidos e em muitos restaurantes o serviço nao ajuda. Um dos bons motivos para escolher uma viajem com uma pessoa “local” transformando estes momentos particulares em experiencias.
Me lembro de um episodio que aconteceu com um amigo em um restaurante italiano em Milano; Enquanto esperavam o prato principal, meu amigo faz a pergunta ao garçon:

-Avete del burro? (tem manteiga)

-O garçon responde: e poi vuole anche il cappuccino?

Sem meias palavras… Benvenuti in Italia! Preparem-se, pois para o italiano comida è coisa seria e querer mudar algo na mesa è quase impossivel.
James Oliver, chef inglese, em um dos seus programas televisivos disse: a coisa mais dificil è cozinhar para os italianos.

Como nao dar razao? :-)

Superado o problema da decisao na escolha do menu, è necessario decidir onde comer. Conhecer os diferentes significado entre Osteria, Trattoria, Taverna, Ristorante, Pizzeria, Tavola Calda, Paninoteca.. te ajuderà na tua escolha.

Osteria - onde encontrar cozinha tradicional e regional com preços acessiveis.( atualmente muitos usam o nome Osteria, uma homenagem à cozinha tradicional interpretada em veste contemporanea, como no caso Osteria francescana, na Regiao da Emilia Romagna, um dos melhores restaurantes no mundo. A palavra Osteria, nasce da palavra OSTE, do latin hŏspes (gestore), aquele que recebe e que te hospeda na propria casa.
Trattoria - Cozinha popular e semplice
Taverna - A diferença esta sobretudo na decoraçao, mais rustica e simples
Tavola Calda- Oferece pratos quentes e frios prontos, è uma soluçao para quem quer comer veloz sem perder muito tempo à mesa.
Bistrot - A lenda urbana diz que deriva do bystro russo, o que significa "rapidamente" (wikipedia). Pode-se dizer que o Bistrot è um bar de charme e com uma cozinha particular e curada.
Locanda - O termo locanda deriva do latim “locare” que traduzido significa alocar, alugar (wikipeda). Como diz o termo, nao era somente para comer, mas para dormir. Se alugava o quarto na Locanda. Nas Locanda voce encontrerà uma cozinha simples e facil, para uma degustaçao rapida e agradavel.

Aqui alguns endereços onde comer no Piemonte, O guia Gambero Rosso junto com a associaçao Slow food è um otimo começo para encontrar e descobrir as boas, autênticas e tradicionais cozinhas escondidas nos cantos mais fascinantes da Península.

Osteria Del Vicoletto Alba (Cn)
Osteria Dell’arco Alba (Cn)
Locanda Dell’olmo Bosco Marengo (Al)
Battaglino Bra (Cn)
Boccondivino Bra (Cn)
Violetta Calamandrana (At)
Il Moro Capriata D ?orba (Al)
Cacciatori Cartosio (Al)
Madonna Della Neve Cessole (At)
La Torre Cherasco (Cn)
Locanda Dell’arco Cissone (Cn)
Ristorante Del Mercato Da Maurizio Cravanzana (Cn)
La Speranza Farigliano (Cn)
Reis Frassino (Cn)
Lou Pitavin Marmora (Cn)
Repubblica Di Perno Monforte D ?alba (Cn)
Cantina Dei Cacciatori Monteu Roero (Cn)
Osteria Alpino Paesana (Cn)
Corona Di Ferro Saluzzo (Cn)
Osteria Della Pace Sambuco (Cn)
Del Belbo Da Bardon San Marzano Oliveto (At)
La Coccinella Serravalle Langhe (Cn)
Impero Sizzano (No)
Antiche Sere Torino
Consorzio Torino
Locanda Del Falco Valdieri (Cn)

Conhecer um territorio atravès dos seus pratos, ingredientes, nos permite conhecer històrias e tradiçoes locais, e sobretudo encontrar pessoas que neles vivem.

Bem vindo na minha Italia.

 













Setembro e Outubro o Piemonte renasce

O mês de setembro, aqui nas colinas do Piemonte è fantastico. Começa o periodo da “vendemmia” e pelas colinas o trabalho è intenso, e também um momento ideal para poder visitar adegas ou partecipar de alguma colheita. Cada colheita é diferente da anterior a causa do amadurecimento das uvas, acidez e teor alcoólico. Escolher o momento certo para a colheita de uvas é essencial.
É o momento mais esperado; A videira é uma planta que deve ser seguida em todas as suas fases, desde o despertar até que as uvas estejam prontas. A qualquer momento existe o risco de que algum fenômeno meteorológico ou biológico possa comprometer a cultura ou a própria planta. A colheita geralmente ocorre durante as horas mais frescas do dia, alguns preferem fazer isso à noite, de modo que o calor não inicia uma série de reações químicas indesejáveis.
Para os melhores vinhos, ou naqueles territórios hostis onde a inclinação dificulta a tecnologia, a colheita é manual.
Outras grandes empresas, com terreno plano e linhas bem espaçadas, efetuam a colheita mecânica.
A colheita é um momento esperado e delicado e algumas empresas agricolas desejam mesmo partilhar este momento de grande orgulho e duro trabalho. O mês de setembro è a soma de um ano de trabalho, è o momento que preanuncia o inverno, trazendo mudanças…

IMG_7769 copia.jpg

…e pelas Verdes Colinas, tudo se transforma dando espaço as cores da terra e pelas manhãs as colinas são cobertas de neblina, um dos fatores que ajudam à maturaçao do Tartufo, a umidade, deve ser garantida durante o crescimento do "TARTUFO" ( trufa) e no estágio final de maturação no período de outono-inverno.

Aqui se diz o ditado: “Aria settembrinafresca al sera e fresca la mattina.”

E em outubro acontece uma das feiras mais importantes no mundo culinario, A feira internacional do Tartufo (trufa) Branco na cidade de Alba, nas Langhe, e no Monferrato, no vilarejo de Moncalvo . Questa iguaria deve ser degustada com um “risotto” ou com o tipico prato de pasta o “tajarin” piemontese :-) .
Ir a "caça" de Tartufo (Trufa) è uma experiência fantastica, mas è uma atividade super segreta e por isto não è facil achar o "tartufaio" (pessoas com permissão de "caçar" o Tartufo) disponivel à partilhar estes tesouros das suas terras. Existem tours estudados e dedicados à estas iguarias, mas funcionam mais como demonstração.
No entanto, se voce estiver neste mês de setembro por estas verdes colinas, ocorre o “Salone del Gusto” promovido pelo movimento Slow Food (nasceu na cidade de Bra, provincia di Cuneo), na cidade de Torino, Região do Piemonte.

O Salone del Gusto è uma oportunidade para poder explorar e degustar as maravilhas deste pais e curiosidades do mundo no setor alimentar. Neste 5 dias toda a Região do Piemonte è envolvida, e muitos tours dedicados pelas cidade de Asti, Cannelli, Alba, Cuneo, e pelo Monferrato para conhecer de perto delicias desta Região.
Este Festival não è somente para comer, mas parte da mais ampla partilha possível de conhecimentos e tenta estimular e incentivar a mudança nos nossos hábitos alimentares.

Curioso? Te espero por aqui para te levar à descobrir os tesouros destas Verdes Colinas e apaixonar-se por este territorio.

Baci e Abbracci


SPA DAY pelas Verdes Colinas do Monferrato e Langhe

Este maravilhoso costume, ja vem dos antigos romanos, que sabiam o quanto era importante o ocio e o cuidado com o proprio corpo. Os centros termais ou SPA, não eram apenas uma maneira de passar o tempo, mas um verdadeiro ritual. Era um lugar de relaxamento e de socialização. Os centros termais, eram de acesso público, principalmente em Roma, todos podiam frequentar, sem destinçoes de classe social de filiação.

Quando penso, que hà mais de 3000 anos atrás, os Romanos, ja sabiam que a vida tinha que ser celebrada e vivida… digo: ah questi pazzi romani, ne sapevano tutte! E’ graças, ao romanos, e tambèm aos gregos, que recebemos este maravilhoso bom costume; o cuidado do proprio bem-estar.
Esta famosa frase : “mente sana in corpo sano” foi dita pelo poeta Giovenale, no seculo I d.C. e criticava os homens, que se dedicavam, somente a riqueza e a fama. Invez, Giovenale, dizia que somente os dois valores, para os quais valia a pena invocar os deuses: era a saúde da mente e do corpo!!

As vezes me pergunto se houve evoluçao da parte do homem ou nao?

Os Romanos, famosos pelas magnficas construçoes de ingenheria, daquela epoca, souberam usar-la, dando espaço ao cuidado do proprio corpo e ocio, na vida cotidiana. Construiram canais de distribuição de agua, em toda a Italia. E graças à estes sistemas de distribuiçoes de agua termais, a Italia è repleta de SPA com aguas termais de águas sulfurosas, águas de sulfato e outras tipologias. Cada tipo de agua è indicada para um especifico tratamento.

Vir à Italia, e nao desfrutar destas maravilhas, seria como nao comer a sobremesa e nao apreciar, o bom, que este paìs tem à oferecer. 

6P_PIEMONTE- SPA DAY.jpg

 

Nas quentes aguas podemos reequilibrar o nosso organismo e ajudar a estimular a beta-endorfina presente no nosso corpo. A beta endorfina são hormônios de proteínas que actuam como neurotransmissores, que está envolvida na transmissão de mensagens através do sistema nervoso, ou seja è responsável pelo nosso bem estar. A verdadeira SPA deve ser completa: Significa a capacidade de dar relaxamento psico-física, estimulando de forma equilibrada todos os 5 dos sentidos individuais. Aromas, sons, cores, o tocar e pressionar o corpo como se deve, infusões de ervas e o correto espaço na área de relaxamento, è tudo necessário e decisivo. Cada aspecto deve contribuir para um equilibrio total (um equilíbrio redondo), para criar e doar esse estado de harmonia.

colline barbaresco

E’ nesta maravilhosa paisagem, Patrimônio Mundial da UNESCO, que abandono todo o corpo fisico e ativo meus 5 sentidos e penso o quanto os romanos influenciaram a nossa vida.

 
Degustar vinhos, não è uma atividade para todos

Abrir uma garrafa de Vinho, derramar um copo, observá-lo e saboreá-lo com cuidado estimularia muito mais partes do cérebro de do que resolver um problema matemático muito complicado. É desta ideia o neurocientista da Universidade de Yale, Gordon Shepherd, no seu livro “Neuroenology: How the Brain Creates the Taste of Wine” descreve o processo de degustação de vinhos como algo muito mais complexo do que ouvir música clássica ou da resolução de um problema de algebra.

Estive recentemente em uma degustação no vilarejo de Nizza Monferrato, na região do Piemonte. Foi uma experiência super instrutiva, mas não somente porque degustei o vinho Nizza de diferentes etiquetas, mas porque pude viajar com os meus sentidos e conhecer ainda mais sobre o meu Monferrato. Mesmo sem sem ler o livro do cientista Doutor Shepherd, aprovo os seus estudos :-) e conselho à todos de praticar mais esta atividade da degustaçao, mas sobretudo de fazer-la no território de produção e com professionais!

D81_4559.jpg

Degustar vinhos

è um processo muito mais complexo
que resolver um problema de matematica.

Atravès a experiência de uma degustação de vinho, pode-se conhecer um territorio muito mais do que um possa imaginar. Degustar vinhos, não è somente saber girar o copo e ver o movimento do vinho  :-). No momento da degustaçao de vinhos aprende-se particulares da terra, da localizaçao da vinha, do produtor, de tecnicas diferentes utilizadas, de como o clima influencia a produçao de um vinho ao outro... se descobre que o vinho è magia.
Mas para poder descobrir todos estes aspectos è importante fazer pratica, e como? Bebendo! Explorando a região onde vai, lendo e curiosando. Somente assim começa-se a aumentar o conhecimento sobre vinho e tudo o que faz parte dele.

O vinho “NIZZA” è produzido exclusivamente com uvas Barbera das melhores vinhas expostas pelos 18 municípios da região de Nizza Monferrato, no Piemonte. É um vinho de estrutura, elegância e longevidade que representa a maior expressão da videira binomial (Barbera) e do território. A partir da colheita de 2014, Nizza Monferrato possui um DOCG autônomo, onde vinho e território são chamados da mesma forma, coroando assim o trabalho de dez anos dos 39 produtores que formaram a Associação dos Produtores de Nizza.

A degustaçao dos 5 "CRU" Nizza DOCG do ano 2012 foram:

Laudana - Cantina Vinchio Vaglio
Le Nicchie - La Gironda
Titon - L’Armangia
Neuvsent -Cascina Garitina
Generala - Bersano

E’ importante entender que a palavra CRU, nasce da lingua francês, que deriva do verbo "croitre" (crescer), e serve à identificação de um local específico de produção onde alguns fatores, mesmo não naturais, conferem ao vinho características únicas e específicas, diferentes de aqueles presentes em outros vinhos produzidos em locais próximos.

 

CIN-CIN Salute!