O "Made in Italy" è no Monferrato

Uma realidade feita de alguns pequenos e grandes artesoes que fazem deste paìs portador de um patrimonio indiscutivel.

Desde os tempos antigos a jóia teve uma função primordial para o homem. A importância e prestígio para quem o-usava era relevante. Não é coincidência que os primeiros objetos que foram criados para esta finalidade foram conchas especiais, peixes e dentes de gatos ou presas de mamutes que eram difíceis para fundir e foram esculpidas e moldadas por cinzéis de sílex. Esses objetos, que datam cerca de 20.000 anos aC foram geralmente criados pelo "lapidador”, que naquele tempo levigava e escolpiva as pedras.

Os egípcios faziam uso extensivo de ouro especialmente durante a quarta dinastia (2500 aC), quando começaram a fundir o metal com fornos movidos a ar. As técnicas de processamento de ouro são desenvolvidos de forma dramática e ao longo dos séculos as técnicas desenvolvidas e, obviamente, mudou os gostos e modas em que os objetos foram criados.

A jóia torna-se assim um símbolo de prestígio e poder até que na Idade Média assume também funções de proteção sobrenaturais. A transição do sagrado ao profano veio no meio do século XV, quando o rei Carlo VII da França apaixonado por uma uma mulher nobre deu-lhe todos os tipos de jóias e diamantes. Assim nasceu a figura e a profissão do joalheiro não dedicado somente à jóias sagradas ou para a realeza, mas também para a nobreza e as classes mais altas.

Valenza, esta piccola cidade de 20 mil habitantes realiza jòias para as marcas mais importantes do mundo. Bulgari, Damiani, Leo Pizzo, Tiffany, Pomellato, Vhernier até H.Stern produz algumas peças aqui nas colinas do Monferrato.

A maioria das pedras preciosas importadas pela Itália para a produção de jóias (estimado em mais de 70%) chegam em Valenza; mais de 65% da produção são destinadas à exportação para mais de 150 países em todo o mundo.

 

Valenza è uma cidade que (quase) passa despercebida,  mas è nesta cidade que são criadas as joias mais prestigiosa do mundo. A qualidade de artesōes que se encontra em Valenza não ha confronto.

Valenza è à 80 km de Milano e conta com mais de 1000 empresas especializadas em comercialização e manufaturação de jòias. Bulgari inaugurou este ano, em Valenza, a maior fabrica da Europa. Uma realidade feita de alguns pequenos e grandes artesōes que fazem desta pequena cidade confirma mais uma vez que a Italia ha um patrimonio humano indiscutivel.