Tanto di Cappello no Monferrato

Nos anos 20 quando as pessoas se encontravam, como bom costume de educaçao, o homem levantava o chapéu da cabeça, em um gesto de respeito com a outra pessoa na sua frente. Com o passar dos anos a moda e os costumes mudaram e este comportamento de levantar o chapèu da cabeça transformou-se desnecessario e o acessório deixou de ser tao presente na moda quotidiana.

Na Italia este bom costume se transformou em uma "expressão falada" de admiraçao entre as pessoas. O chapèu sendo um simbolo de respeito e elegancia por muitos anos se transformou parte integrante no modo de ser e de expremir-se do italiano. Estas duas palavras "tanto di cappello" è uma expressāo usada no cotidiano para manifestar admiraçao à um comportamento ou açāo

Alguns exemplos para conhecer em que modo se pode usar esta expresāo:

"-Sono riuscito ad avere un nuovo lavoro grazie alla mia esperienza all’estero.

-Tanto di Cappello! che bella soddisfazione!"

"-Ho cucinato per 20 persone

-Tanto di cappello! Era tutto squisito"

O Chapèu foi um acessório muito importante na vida do Europeu. Era e è simbolo de elegância e de classe. Na cidade onde vivo, Alessandria, nasceu a marca de chapeù mais importante da Italia e do mundo: Borsalino.

Borsalino è a Ferrari do chapéuGiuseppe Borsalino nasceu em Pecetto de Valenza, nas colinas de Monferrato, 15 de setembro de 1834. Extraordinariamente inteligente, mas pobre para estudos, abandonou a família com 13 anos para ir em Alessandria nas proximidades, onde trabalhou por cerca de quatro anos, como chapeleiro aprendiz. Depois partiu pra Paris e por 7 anos tornou-se maestro qualificado na realização de chapéu.

Em 1857 Giuseppe Borsalino e o irmão Lázaro dao vida à lenda do chapéu: começa assim a produção dos chapéus Borsalino para viajar o mundo  ao longo da história. A fábrica de chapéus no inicio do século atingiu o nível considerável de 750.000 peças por ano, e mais de dois milhões na véspera da Primeira Guerra Mundial.

Na cidade de Alessandria, a Fabrica chegou empregar mais de 2.500 empregados e hoje abriga a Universidade de Alessandria e o museo do chapèu Borsalino. Ainda hoje na rua principal da cidade de Alessandria se encontra a loja historica desde 1857.

Se vc è um apaixonado de chapeù como eu, nao deixe de comprar-lo. Hà um valor inestimavel.