Postagens em milano
Um dia na cidade de Milano

Nao è facil visitar a cidade de Milano em um dia, mas se o tempo è curto o meu conselho è:

  • Duomo de Milano
    A sua construçao durou mais de 500 anos. Existem 3.400 estátuas dentro e fora da catedral.
    Milhares de artistas, escultores e trabalhadores qualificados estiveram envolvidos na construção da catedral. Arquitetos de toda a Europa foram convidados a trabalhar no projeto (+- 78 arquitetos ao todo).
    O “Santo Prego” da cruz de Jesus è preservada na Catedral do Duomo, um dos maiores tesouros da fé na catedral ambrosiana: o Santo Prego, uma das relíquias mais veneradas da Paixão de Jesus, uma daquelas ferramentas que, de acordo com as Sagradas Escrituras, perfuraram a carne de Cristo unindo-o à cruz. Do dia 15 ao 17 setembro se celebra com a missa e a procissao. Este momento chamado Nivola, derivado do dialeto milanese, è por causa desta espécie de "elevador", em forma de nuvem e decorado com telas pintadas, estátuas de anjos e cortinas (que remontam à sua forma atual em 1624), o único meio pelo qual é possível alcançar o tabernáculo do Santo Prego.

    E por fim e nao ultimo, nao se pode deixar de ir ao topo da catedral onde è possivel apreciar a cidade passeando atraves corredores, estatuas pelo teto desta catderal fantasitca.


    Em Milano, nenhum prédio pode ser mais alto que o “Madonnina del Duomo” (colocada no punto mais alto da catedral). Não é uma questão de superstição, mas de lei, uma lei aprovada nos anos 30, para ser precisa.
    A Madonnina del Duomo está localizado a 108,5 metros de altura, enquanto Torre Isozaki mede 202, mas isso não significa que a lei foi quebrada: uma cópia da estatueta de cobre foi colocada na Torre Isozaki, para que a “Madonnina” pudesse vigiar sobre Milano do ponto mais alto e mais privilegiado.

    Conselho: comprar o ticket on line è a coisa melhor para evitar filas


  • Galleria Vittorio Emanuele II
    E' bellissima, em qualquer hora e qualquer momento e mesmo depois de anos de conhecer-la se passo por Milano, devo dar uma voltinha por aqui nem que seja por alguns minutos.
    No primeiro impacto nao se sabe para onde olhar, e muitas vezes esquecemos de olhar os detalhes desta maravilhosa galleria milanese. Começo pelo chao (todos olham para cima esquecendo da beleza perto dos pès), em correspondência com o octógono central, está o brasão da Casa de Savóia. Nos lados estão os emblemas das quatro cidades que eram as capitais do Reino da Itália: Milão, Torino, Florença e Roma.

    A tradição afirma que rodar três vezes em si mesmo com o calcanhar do pé direito plantado em correspondência dos genitais do touro retratado em mosaico no chão do octógono da galeria traz boa sorte. O gesto foi originalmente concebido como um escárnio para a cidade de Torino, em cujo brasão de armas o touro é retratado, e depois espalhado simplesmente como um rito supersticioso. (incrivel como as pessoas acreditam em superstiçao)

    Depois de visitar-la da terra è possivel fazer um passeio emocionante sobre os telhados da Galleria Vittorio Emanuele II, que permitirá de admirar o monumento histórico de uma perspectiva única e fascinante.
    Igualmente impressionante são as visitas guiadas ao amanhecer, programadas todos os dias às 6h45. Desafiador, mas muito emocionante ver a cidade que acorda da uma vista diferente.
    Informaçoes e agendamento info@neiade.com.

  • Pausa lanchinho ? Nos arredores da Galleria se encontra um dos pontos mais famosos de Milano por esta tipica “pizzetta” pugliese. Vale a pena fazer fila de kms para comer o panzerotto da luini. Desde 1888 produz esta deliciosa "pizzetta fechada".
    O gosto classico è o panzerotto recheado de mozzarella e tomate com atençao para nao queimar a lingua :-), sao preparados ao momento.
    Sempre frequentado nao somente por turistas, mas tambem por italianos que amam esta delicia pugliese na terra milanese.

    Conselho: se tiver um tempinho, vai na Rinascente ( ao lado do Luini e na frente do Duomo), aqui o mondo fashion è concentrado e no ultimo andar restaurantes e lanches gourmet te esperam com uma vista unica da catedral.


  • Bairro Brera e Piazza Gae Aulenti ( a parte mais nova e trendy de Milano)
    Atravessando a Galleria Vittorio Emanuelle encontre a estatua de Leonardo da Vinci na frente o “Teatro Scala de Milano” (maravilhoso, assisti um opera) e segue pelas laterias do teatro você chegara a área de Brera, também conhecida como o bairro dos artistas de Milano. As ruas pavimentadas, os pátios escondidos, os artistas de rua e muitos restaurantinhos e barzinhos se vive uma atmosfera encantadora desta cidade.
    Neste bairro encontra-se a Pinacoteca e vale a pensa visitar-la.

  • A melhor maneira de terminar este passeio é desfrutar de um aperitivo em um dos bairros mais famosos da vida noturna de Milano: o Navigli. Para chegar até lá, você só precisará caminhar pela ( da igreja duomo em direçao a Via torino) Porta Ticinese até chegar à Piazza XXIV Maggio. Nesta área, o Darsena definitivamente vale uma parada: o antigo porto de Milão, um ponto de encontro entre o Naviglio Grande e o Naviglio Pavese (Pavia). O por do sol, as pessoas que se relaxam e se econtram depois do trabalho pode ser um “arrivederci a esta cidade plena de historia sem deixar as novidades para traz.

    Conselho: Se estiver no ultimo domingo do mes por Milano, nao perca a oportunidade de ir ao "mercatino dell'antiquariato del Naviglio".
    Mais ou menos 400 expositores que vendem objetos de design, musica, arte, vestidos e acessorios vintage. Otimo para achar alguma coisa de unico e especial como lembrança de Milano.
    O divertimento e a beleza està na atmosfera do naviglio e das pessoas. Restaurantes, barzinhos e galerias de arte abertos para viver o que Milano tem de bom; este espirito comospolita que invade a cidade.




Bem vindo à Milano